Olímpiada Brasileira de Matemática divulga vencedores

Quase todos são de escolas particulares e militares com preparação para a competição. Exceções são ganhadores da Obmep

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

A organização da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) divulgou o nome dos medalhistas e estudantes com menção honrosa na 33ª edição, ocorrida em 2011. Ao todo, 190 mil alunos participaram do processo seletivo que ao final elege 212 estudantes do ensino fundamental ao médio. Destes, apenas sete são de escolas públicas que não são militares. Mesmo estes, estudam matemática à parte com material recebido por um programa voltado à ganhadores da Olimpíada Brasileira de Matemática para Escolas Públicas (Obmep).

Veja a lista completa dos ganhadores da Olimpíada Brasielira de Matemática

Arquivo pessoal
Gabriel, um dos raros novos nomes na Olimpíada Brasileira de Matemática oriundos da escola pública
Um dos nomes novos na lista é o de Gabriel Fazoli Domingos, estudante do 9º ano de uma escola estadual em Urupês, interior de São Paulo. Antes de participar da OBM, no entanto, ele ganhou medalha na Obmep por três anos e, desde então, participa do programa de Preparação Especial para Olimpíadas. "Eu estudo todas as tardes", diz ele, que vai à escola de manhã. "Quantas horas depende de se eu tiver algo para fazer, se não tiver nada, estudo a tarde toda."

Outros nomes, são conhecidos do meio. Maria Clara Mendes da Silva , por exemplo, que também estuda em escola pública em Pirajuba, em Minas Gerais, já representou o Brasil no exterior. Já o primeiro lugar universitário Renan Henrique Finder, é um dos estudantes que, de tão avançados, fazem mestrado antes mesmo de concluir a faculdade .

Os alunos premiados receberão suas medalhas e certificados em janeiro próximo além de serem convidados para participar do processo de seleção para formar as equipes que representarão o Brasil nas diversas olimpíadas internacionais de Matemática.

A OBM, competição realizada desde 1979, visa estimular o estudo da Matemática, contribuir para a melhoria do ensino no país e identificar talentos entre os participantes. A competição é uma iniciativa conjunta do Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada (IMPA), da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Matemática (INCTMat).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG