Número de estudantes estrangeiros na Grã-Bretanha é 'insustentável', diz secretário

Um em cada cinco alunos permanece no país após cinco anos da chegada. Governo britânico estuda restringir concessão de vistos

BBC Brasil |

selo

O governo britânico está preocupado com o aumento no número de estudantes estrangeiros no país e pode tomar medidas para restringir a concessão de vistos. Nesta segunda-feira, o secretário para Imigração da Grã-Bretanha, Damian Green, fará um discurso criticando o atual sistema de concessão de entradas.

A imprensa britânica revelou alguns trechos do discurso que Green dará nesta segunda-feira. No pronunciamento, o secretário diz que o número atual de estudantes estrangeiros no país é "insustentável". Ele também questiona se a Grã-Bretanha está mesmo atraindo os melhores alunos - já que apenas metade dos vistos são concedidos para cursos universitários. Um levantamento do Ministério do Interior sugere que um em cada cinco estudantes estrangeiros na Grã-Bretanha permanece no país depois de cinco anos da sua chegada.

A pesquisa rastreou imigrantes de fora da União Europeia que chegaram à Grã-Bretanha em 2004 com visto de estudante, cerca de 185 mil pessoas. O levantamento constatou que 21% desses estudantes ainda estavam no país, cinco anos depois de terem recebido o visto. "Por que estes estudantes continuam no país [após o término do curso]? O que eles fazem? Isso é parte de uma visão mais ampla que precisamos ter sobre o sistema de imigração", disse Green em entrevista à BBC.

Números

O governo britânico também pretende reavaliar o processo de concessão de vistos de trabalho. "Nós não podemos assumir que todos os que vêm para cá possuem habilidades que a mão-de-obra britânica não possui", disse Green. Estatísticas oficiais mostram que em 2009 houve um aumento no número de imigrantes que chegam ao país. Naquele ano, 196 mil estrangeiros se mudaram para a Grã-Bretanha, 33 mil a mais do que no ano anterior. O número de vistos para estudantes aumentou em 35%. Green disse que os números são uma prova de que o governo do primeiro-ministro britânico, David Cameron, herdou da gestão anterior um sistema de imigração "completamente fora de controle". "O que esses números mostram é que precisamos procurar oferecer caminhos alternativos para que as pessoas que vêm para este país", disse Green.

    Leia tudo sobre: Grã-Bretanhavistoestudantes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG