pulseira do sexo em escolas municipais - Educação - iG" /

Navegantes proibe uso da pulseira do sexo em escolas municipais

O prefeito de Navegantes, que fica no litoral de Santa Catarina, proibiu nesta terça-feira o uso das chamadas pulseiras do sexo nas escolas municipais da cidade.

iG São Paulo |

Segundo comunicado oficial, o prefeito Roberto Carlos de Souza diz que sancionou a lei pois "a repercussão do assunto está provocando discussões equivocadas sobre sexualidade dentro das unidades de ensino".

Além de proibir o uso das pulseirinhas nas escolas, a lei prevê a orientação dos responsáveis sobre o significado delas. As pulseiras funcionam como uma espécie de sinal indicando o grau de permissão que a pessoa que está usando dá para os interessados se aproximarem dela. De acordo com a cor utilizada, ela pode indicar desde um simples beijo no rosto até um convite para sexo sem proteção .

"Temos crianças entre 10 e 12 anos de idade utilizando de uma linguagem não apropriada sobre o tema incitado por este modismo. As escolas também vão fazer um trabalho com as crianças, adolescentes e família sobre a sexualidade de forma correta, disse o prefeito.

Assim que a lei for publicada no Diário Oficial da cidade, o que deve ocorrer na próxima quarta-feira, os alunos não poderão mais entrar nas escolas usando este tipo de acessório.

    Leia tudo sobre: pulseira do sexo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG