Ministério limita renda para participantes do Fies

Estudantes com renda familiar de mais de 20 salários mínimos não podem contratar o financiamento estudantil

iG São Paulo |

O Ministério da Educação restringiu o contingente de brasileiros que podem contratar financiamento estudantil. Segundo portaria publicada nesta quinta-feira, dia 12, no Diário Oficial, não poderão mais se candidatar ao financiamento da mensalidade de faculdades privadas concedido pelo governo estudantes com renda familiar de mais de 20 salários mínimos (R$ 12.440). A taxa de juros do Fies é de 3,4% ao ano.

Descontos: Portaria reforça que descontos para Fies e Prouni devem ser para todos

Até então, os alunos só precisavam comprovar o percentual de comprometimento da renda para o pagamento do curso. Agora, além dessa exigência, existe um teto de renda para as três faixas de financiamento – de 50%, 75% e 100% da mensalidade.

Denúncia
: Faculdades cobram mensalidades irregulares do Fies

Veja como ficou:

- Para financiamento de 50%, o comprometimento com renda deve ser de 20% a
40%, não podendo a renda familiar mensal bruta ser maior que 20 salários mínimos;

- Para financiamento de 75%, o comprometimento da renda deve ser de 40% a 60%, não podendo a renda familiar mensal bruta ser maior que 15 salários mínimos (R$ 9330);

- Para financiamento de 100%, o comprometimento da renda deve ser igual ou superior a 60%, não podendo a renda familiar mensal bruta ser maior que 10 salários mínimos (R$ 6.220).

Novidade: Universitários já podem fazer financiamento antes da matrícula

Nesta semana, a presidenta Dilma Rousseff afirmou, no Programa Café com a Presidenta, que mais de 140 mil estudantes contrataram o Fies em 2012. A inscrição para o programa pode ser feita pela internet em qualquer época do ano. Os dados do estudante são analisados por uma comissão da própria faculdade ou universidade escolhida. Atualmente, mais de 1.500 instituições de ensino superior estão credenciadas no programa.

    Leia tudo sobre: Fiesfinanciamento estudantilensino superior

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG