Ministério da Educação pode fechar cursos de Direito em ES e RJ

MEC abriu processos administrativos contra duas instituições de ensino superior que apresentam irregularidades

iG São Paulo |

O Ministério da Educação (MEC) abriu nesta quinta-feira processos administrativos para investigar irregularidades nos cursos de Direito da Universidade Iguaçu, em Nova Iguaçu (RJ), e nas Faculdades Integradas Espírito Santenses, em Vitória (ES). A pena, caso as incoerências não sejam resolvidas, é a desativação do curso. A notificação foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

As duas instituições de ensino haviam assinado com o MEC um Termo de Saneamento de Deficiências, mas as irregularidades persistiram, segundo o ministério. A Universidade Iguaçu continua a apresentar problemas na relação aluno por docente – que deve ser no máximo de 30 estudantes por professor – e manteve resultados insatisfatórios nos conceitos Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e Conceito Preliminar de Curso (CPC) em 2009.

As Faculdades Integradas Espírito Santenses continuam a ter deficiências quanto à relação aluno por docente e ao acervo bibliográfico de seu curso de Direito. O MEC acusa a faculdade de funcionar em endereço de outra instituição de ensino superior.

As duas instituições têm até 15 dias para apresentar sua defesa, após o recebimento da notificação do MEC.

    Leia tudo sobre: cursos irregularesdireitoMEC

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG