Mercury Seven Completa 50 Anos

No dia 7 de outubro de 1958, a Agência Espacial Americana ¿ NASA ¿ anunciou o Projeto Mercury, sua primeira grande empreitada. Eram três os objetivos do grandioso projeto: colocar uma espaçonave com tripulantes na órbita da Terra, observar o desempenho humano em tais condições e recuperar tanto a espaçonave quanto sua tripulação com segurança.

Redação iG Educação |

Naquela fase inicial do programa espacial americano, eram muitas as perguntas sem respostas. Poderia um ser humano funcionar habilmente como piloto, experimentador e engenheiro nas condições hostis de um vôo sem gravidade? Se a resposta fosse afirmativa, quais seriam as pessoas corretas para o desafio?

Os procedimentos de recrutamento para o Projeto Mercury foram dirigidos por um comitê de seleção da NASA, formado por Charles Donlan, engenheiro sênior; Warren North, engenheiro piloto de teste; Stanley White e William Argerson, cirurgiões de vôo; Allen Gamble e Robert Voas, psicanalistas; e George Ruff e Edwin Levy, psiquiatras. O comitê reconheceu que as condições incomuns associadas a um vôo especial eram similares àquelas vivenciadas por pilotos de testes militares.

Em janeiro de 1959, o comitê recebeu e fez a triagem de 508 cadastros de serviços de um grupo de talentosos pilotos teste, dos quais 110 candidatos foram reunidos. Menos de um mês depois, através de diversas entrevistas e uma bateria de testes escritos, o comitê reduziu o grupo a 32 candidatos.

Cada candidato teve de resistir a provas físicas, psicológicas e mentais ainda mais árduas, incluindo exames de raio-X de todo o corpo, teste do traje pressurizado, exercícios cognitivos e uma série de entrevistas desconcertantes. Dos 32 candidatos, 18 foram recomendados para o Projeto Mercury sem reservas médicas.

No dia 1 de abril de 1959, Robert Gilruth, chefe do Grupo Tarefa Espacial, juntamente com Donlan, North e White selecionaram os primeiros astronautas americanos. O grupo chamado Mercury Seven foi composto por Scott Carpenter, L. Gordon Cooper, Jr., John H. Glenn, Jr., Virgil I. "Gus" Grissom, Walter M. Schirra, Jr., Alan B. Shepard, Jr., e Donald K. "Deke" Slayton.

Em uma coletiva de imprensa realizada em Washington, D.C., no dia 9 de abril, a NASA apresentou ao público os astronautas do Mercury Seven. Tanto a imprensa quanto o público logo os adotaram com heróis, incorporando o novo espírito da exploração espacial. Todos eles (exceto Slayton, que permaneceu em terra devido a um problema cardíaco anterior que não havia sido detectado, porém, mais tarde fez parte da tripulação do Projeto de Teste Apollo Soyuz) participaram com sucesso do Projeto Mercury.

Durante os cinco anos do projeto, seis vôos operados por humanos e oito vôos automáticos foram realizados, provando que o vôo espacial humano era possível. Essas missões prepararam o caminho para os programas Gemini e Apollo, assim como para todas as outras missões espaciais humanas subsequentes.

Leia mais sobre: Mercury Seven

    Leia tudo sobre: espacialespaçomercury 7nasa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG