Um menino de três anos ficou preso por cerca de 30 minutos na creche Marquês de Rabicó, localizada na cidade de Vinhedo, no interior de São Paulo, na tarde de quarta-feira. Segundo a Secretaria Municipal de Educação, ele foi esquecido por funcionários no local.

De acordo com informações do secretário municipal de Educação, Jaime Cruz, o caso aconteceu por volta das 17h. Quando a mãe do menino chegou para buscá-lo, percebeu que a creche já estava fechada. Ela chamou pela filho e, após ouvir a voz dele, pulou o muro e chegou a quebrar o vidro para tentar resgatá-lo.

Porém, segundo o secretário, uma funcionária já havia sido avisada, abriu a creche e a criança saiu pela porta. Cruz confirmou ao iG que uma das monitoras do local admitiu que se confundiu e achou que a criança já havia sido levada por outra pessoa da família. Por isso, fechou a sala.

Houve falha humana e ela será investigada. É inadmissível, afirma Cruz. A mãe do garoto, que não teve o nome divulgado, registrou boletim de ocorrência sobre o fato. A Secretaria Municipal de Educação diz que abriu sindicância interna para apurar a responsabilidade pelo ocorrido e disponibilizou uma psicóloga para a criança.

O menino, que já está na creche há 2 anos, faltou nesta quinta-feira, mas deve voltar a ficar no local.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.