MEC descredencia 61 pós-graduações e aprova outras 123

Alguns dos programas que não conseguiram conceito mínimo para continuar são das instituições mais renomadas do País

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

O Ministério da Educação vai descredenciar 61 programas de pós-graduação, que não conseguiram a nota mínima da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O órgão também aprovou 123 novos programas que estão autorizados a iniciar as atividades a partir de 2010.

A Capes avalia trienalmente todos os mestrados e os doutorados do Brasil. A nota divulgada nesta sexta é relativa ao triênio 2007-2009. O resultado preliminar foi divulgado em setembro e as instituições tiveram dois meses para recorrer do parecer dos especialistas, especialmente os 75 que haviam ficado com conceito 1 e 2, insuficiente para manter as atividades. Destes, 14 conseguiram mudar suas notas, mas 6 permaneceram com 1 e 55 com 2.

Entre os descredenciados, há programas de instituições renomadas: 7 são da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), 2 da Universidade Federal Fluminense, 1 da Universidade de São Paulo (USP), 1 da Universidade de Brasília (UnB), 1 Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 1 da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e 1 de Campinas, entre outros.

O professor Carlos Alberto da Silva Oliveira, da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da UnB disse que o descredenciamento do mestrado em Ciências Agrárias se deve à desataivação do curso, ainda em 2008. O fim do programa, no meio da avaliação trienal da Capes,  ocorreu por conta da criação de uma nova pós-graduação, em Agronomia, que inclui mestrado e doutorado e recebeu nota 4. A reportagem procurou as demais instituições citadas, mas não obteve resposta.

Os cursos que terão de ser fechados representam 2,2% do total. Outros 11,8% ficaram com notas 6 e 7 que representam excelência e os demais com as notas intermediárias.

PESQUISE A NOTA DE CADA CURSO EM FERRAMENTA ATUALIZADA DO IG

Entre os 123 novos programas, muitos refletem as necessidades do mercado. Foram admitidos 11 novas pós em Educação, 10 em Engenharias e 9 em Ecologia. A área médica continua sendo a que mais se amplia com 10 novos programas em Ciências Biológicas, 3 em Medicina e 3 em Saúde Coletiva. Também foram aceitos 9 Interdisciplinares, quase todos voltados à saúde. Veja lista completa de novos programas .

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG