É comum pessoas de nenhuma ou baixa escolaridade omitirem a letra ¿s¿ no final dos plurais: AS PESSOA, DOIS CARRO, UMAS COISA...

Isso ocorre porque o falante se julga liberado do trabalho de pôr o substantivo no plural uma vez que a pluralidade já está denunciada pelo s final da palavra anterior.

É o que fundamenta a lógica dos plurais dos camelôs. Eles dizem UM REAL, DOIS REAL, TRÊS REAL, QUATRO REAIS, CINCO REAIS, SEIS REAL...

A lógica é a seguinte: quando o número termina em s, o plural já está evidenciado, o emprego de REAIS seria uma pluralização reincidente e redundante.

É comum pessoas de qualquer nível de escolaridade não usarem as marcas no plural: DOIS ASTRA, TRÊS DORIL, UMAS BRAHMA, VÁRIOS BRADESCO...

Para a gramática, a marca é mero substantivo que varia como qualquer substantivo. Assim, as marcas se pluralizam normalmente: DOIS ASTRAS, TRÊS DORIS, UMAS BRAHMAS, VÁRIOS BRADESCOS...

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.