¿Maratonista¿ tentará 10 vestibulares, dois no dia do aniversário

De hoje até janeiro, Carla Oranges Borges, 24, que deseja cursar medicina, não terá mais nenhum domingo livre

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

De hoje até janeiro, Carla Oranges Borges, de 24 anos, não terá mais domingo de folga. Ela começou pela prova da Universidade Estadual Paulista (Unesp) uma maratona de 10 vestibulares consecutivos. Depois, só folga se não tiver de fazer a segunda-fase, necessária na maioria das instituições. “Bate na madeira! Prefiro ficar sem folga mesmo”

Por que se inscreveu em tantos? A resposta é o curso que ela vai tentar: medicina. Os estudantes que querem seguir a carreira mais concorrida na maioria das universidades brasileiras - na Unesp, por exemplo, são 129 candidatos para cada vaga - são os “profissionais do vestibular”. “A gente não tem vida social, não faz mais nada, só estuda para entrar na faculdade”, diz, conformada, Carla, que já é formada em Artes Cênicas.

No caso dela, o ápice da maratona vai coincidir com uma data lembrada por ela, familiares e amigos todos os anos: seu aniversário, dia 5 de dezembro. “Este ano não vai ter festa, vou fazer duas provas neste dia, para a PUC-SP e para a UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro”, conta. “Meu maior presente seria, mesmo, passar.”

Diogo Rinaldo Baptista, de 22 anos, também vai prestar medicina, mas “só” em seis instituições. “Quero fazer em uma dessas e vou tentar até entrar”, garante. A prova da Unesp que ele fez neste domingo marca a sua quinta tentativa, após quatro anos de cursinho. “Espero que seja a última. Se não for, ano que vem eu estou aqui de novo.”

    Leia tudo sobre: Unespvestibular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG