Maldito hífen!

Os usuários da língua portuguesa sofrem com o emprego do hífen. É um emaranhado inexpugnável de casos e regras, o que freqüentemente nos manda ao dicionário para confirmar a grafia de uma palavra ou outra. Não há macetes nem soluções miraculosas.

Reinaldo Pimenta |

No caso das expressões DIA A DIA e DIA-A-DIA , no entanto, a solução é simples.

DIA A DIA (sem hífen) = DIARIAMENTE , DIA APÓS DIA (é uma expressão adverbial).

DIA A DIA sua admiração pelo pai aumentava.

Sua saúde melhora DIA A DIA .

DIA-A-DIA (com hifens) = COTIDIANO , ROTINA (é uma expressão substantiva).

Seu DIA-A-DIA era um inferno.

Poucos homens dão valor ao DIA-A-DIA de uma dona de casa.

Meu querido amigo Sérgio Nogueira, bravo defensor da nossa língua, é autor de uma obra cujo título é mais um exemplo para o segundo caso acima: O português do dia-a-dia.

    Leia tudo sobre: português urgente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG