Mais de 70% dos municípios atingiram metas de evolução do Ideb em 2007, diz Unicef

BRASÍLIA - Mais de 70% dos municípios brasileiros conseguiram atingir ou superar em 2007 as metas de evolução estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC) para o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). É o que indica o relatório Situação da Infância e da Adolescência Brasileira 2009 ¿ O Direito de Aprender, divulgado nesta terça-feira pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Agência Brasil |

Para o fundo, o Ideb é um importante indicador para garantir a melhora na qualidade do ensino. Segundo o Unicef, o avanço registrado em 2007 teve reflexos positivos não apenas na qualidade da educação, mas também em outros indicadores sociais relacionados à infância e à adolescência.

O primeiro Ideb foi medido em 2005 e a média nacional registrada foi de 3,8 pontos em uma escala de 0 a 10. A meta estabelecida pelo Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) é que o País alcance a média 6 até 2022. Estados, municípios e escolas têm metas bienais que devem ser atingidas a cada avaliação.

O levantamento do Unicef faz uma análise da evolução do Ideb por estado. Mato Grosso do Sul é o que tem maior percentual de municípios que superaram as metas estabelecidas para 2007: 96,2%.

No Acre, no Espírito Santo, no Amazonas, em Mato Grosso, no Paraná, em Roraima e em Sergipe, mais de 80% das cidades obtiveram resultado superior às metas determinadas pelo MEC.

O único estado em que menos de metade cidades conseguiu notas melhores do que as estabelecidas para 2007 foi o Amapá, com percentual de 43,8%.

Na entrevista coletiva para apresentação do relatório, a representante do Unicef no Brasil, Marie-Pierre Poirier, destacou o esforço dos municípios para atingir as metas do Ideb. "A dinâmica me parece na direção certa."

Entretanto, ela afirma que é necessário acompanhar como será a evolução do indicador nos próximos anos. "Quando você sai de uma situação muito ruim é mais fácil ter progressos. Há um movimento positivo de caminhada na direção certa, mas agora temos que acompanhar os próximos anos para ver se o compromisso foi sustentado."

Leia mais sobre: Unicef

    Leia tudo sobre: idebunicef

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG