Luxúria

Certa vez, em entrevista a uma emissora de televisão, o deputado federal Paulo Maluf declarou que nunca havia levado ¿uma vida de luxúria¿.

Reinaldo Pimenta |

A LUXÚRIA é um dos sete pecados capitais. É o comportamento sexual desregrado, um cio desenfreado. Mas evidentemente não foi esse o sentido que o imaculado deputado quis dar à palavra.

LUXÚRIA nada tem a ver com luxo, mas, como o som é parecido, faz-se a confusão. Vez por outra aparecem protestos veementes contra a corrupção e a luxúria dos políticos, que na verdade não são ativistas sexuais, a não ser que você queira dar um sentido metafórico à qualificação.

Agora a surpresa: LUXÚRIA vem do latim luxuria, palavra que inicialmente tinha o significado de superabundância, excesso, luxo.

Depois os romanos levaram a superabundância para o sexo (pode fazer a piada, eu espero), e a palavra latina passou a ter o mesmo sentido com que veio dar no português. No nosso idioma, a palavra não tem o primeiro sentido (luxo) da palavra latina.

Ou seja, um pecador pode viver em LUXÚRIA num barracão, debaixo da ponte, à beira de um riacho seco.

    Leia tudo sobre: a casa da mãe joanaportuguês

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG