Escolas também podem concorrer com projetos ou ações pedagógicas

A Secretaria de Políticas para as Mulheres lançou nesta quarta o 7° Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero, que tem o objetivo de estimular estudantes da rede pública e privada a produzir textos científicos e ter uma reflexão crítica sobre as desigualdades entre mulheres e homens.

Podem concorrer alunos de nível médio, que terão de escrever uma redação; estudantes que estejam frequentando ou tenham concluído cursos de graduação, mestrado ou doutorado, que terão de redigir um artigo científico; e escolas, que deverão fazer relatos de projetos e ações pedagógicas.

Os prêmios são laptops e impressoras para os alunos de nível médio e uma quantia de R$ 5 mil a R$ 10 mil reais para as outras categorias. “O prêmio é apenas uma indução para o tratamento desses assuntos nas escolas e universidades. O nosso objetivo é que isso seja tratado no dia a dia, que haja uma reflexão de alunos e professores”, disse a coordenadora-geral do Ensino Médio do Ministério da Educação, Sandra Regina.

As inscrições começam hoje e vão até 16 de setembro pelo site www.igualdadedegenero.cnpq.br .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.