Justiça confirma suspensão do vestibular de medicina da Unig

BRASÍLIA - O Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro (TRF-RJ) confirmou a suspensão do resultado do vestibular para o curso de medicina da Universidade Iguaçu (Unig), campus Itaperuna, no Rio de Janeiro.

Agência Brasil |

Em dezembro o Ministério da Educação (MEC) determinou a suspensão do processo seletivo da Unig por 12 meses ou até que fossem sanadas as deficiências encontradas pela comissão de supervisão do MEC, mas ainda assim a instituição realizou o vestibular.

O Tribunal deu ganho de causa à ação civil pública ajuizada pela Advocacia Geral da União (AGU) para impedir o ingresso de novos alunos no curso, seja por meio de vestibular, transferência ou outros processos seletivos. Segundo o MEC, a Unig tem um dos 17 cursos de medicina que apresentaram conceitos insatisfatórios ao Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e no Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), mecanismos utilizados para aferir a qualidade dos cursos de graduação.

Procurada pela reportagem da Agência Brasil, a direção da universidade não quis comentar o assunto. Em nota divulgada no site da instituição, o reitor Júlio César da Silva questiona a metodologia do MEC utilizada para medir a qualidade das graduações e reitera que o curso da Unig não é irregular, já que possui autorização do próprio Ministério para funcionar. Segundo a nota, a Unig foi punida pelo MEC, mas confia na Justiça para resolver a questão.

Leia mais sobre: Unig

    Leia tudo sobre: unigvestibular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG