MPF recomenda que o instituto, ligado à aeronautica, passe a aceitar candidatos arrimo de família. Inscrições começam nesta sexta

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), dono de um dos vestibulares mais difíceis do País, tem novidades neste ano: a partir desta sexta-feira, candidatos acima de 23 anos, casados e arrimos de família poderão se candidatar, junto com os demais interessados, a uma das vagas nos cursos civis da instituição federal.

O Ministério Público Federal (MPF) considerou que esses pré-requisitos eram discriminatórios e não tinham amparo legal e recomendou que o ITA modificasse seus critérios de acesso. A instituição acatou o pedido sem que o MPF necessitasse abrir uma ação judicial.

Segundo a coordenação do vestibular, a exigência de idade e estado civil se dava por causa da subordinação da instituição ao comando militar, o que torna todos os alunos, mesmo que dos cursos civis, militares da reserva.

Para o professor Luis Carlos Rossato, coordenador do vestibular, não haverá uma grande mudança no perfil do candidato. “No ano passado, apenas 3% dos inscritos tinham 23 anos. Acredito que neste ano até apareça alguns candidatos com 24 anos ou mais, mas a maior parte dos inscritos costuma ser na faixa dos 17, 18 anos”.

Esta não é a primeira mudança que ocorre no critério de seleção de alunos para o instituto. Criado em 1950, o ITA admitia apenas homens em seu quadro de alunos. Foi apenas a partir de 1995 que passou a aceitar inscrições de mulheres em seu vestibular.

A instituição oferece 130 vagas em seis tipos de engenharia: aeronáutica, eletrônica, mecânica-aeronáutica, civil-aeronautica, computação e, a partir deste ano, passa a oferecer a engenharia aero-espacial. Os dois primeiros anos de todos os cursos – que têm duração de cinco anos - são básicos para todos os estudantes. Apenas no terceiro ano eles são divididos por área de interesse e em carreiras civis ou militares.

O aluno, entretanto, precisa optar no ato da inscrição por qual carreira/curso deseja seguir, mesmo podendo modificar sua opção ao chegar ao terceiro ano. No ano passado, 30 vagas foram destinadas a estudantes que tinham interesse em ingressar na carreira militar e as 100 restantes foram para civis.

Inscrições

As inscrições, que estavam previstas para começar no início desta semana, foram adiadas para que a mudança na admissão fosse tomada. Com a decisão tomada nesta quinta-feira, os interessados poderão se inscrever entre os dias 6 de agosto e 15 de setembro, exclusivamente pela internet .

O MPF também havia recomendado ao ITA que criasse um sistema de isenção de taxa de inscrição para candidatos carentes. A recomendação havia sido feita em outubro de 2009, mas o ITA pediu que ela fosse adotada apenas para o vestibular 2011, uma vez que as provas estavam marcadas para dezembro daquele ano. Para este vestibular, 46 candidatos se beneficiaram da isenção .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.