Inscrições para Olimpíada de Língua Portuguesa começam nesta terça com novas regras

Em 2008, o Ministério da Educação decidiu apostar em um concurso de produção de textos organizado pela Fundação Itaú Social para melhorar a aprendizagem de leitura e escrita das crianças e adolescentes brasileiros. Os resultados obtidos com a primeira edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro foram tão positivos que o MEC quer aumentar o alcance da competição, realizada a cada dois anos, na edição de 2010.

Priscilla Borges, iG Brasília |

A Olimpíada deste ano será lançada nesta terça-feira. Agora, todos os alunos do 5° ano do ensino fundamental até o 3° ano do ensino médio de escolas públicas poderão participar da competição. Até então, os estudantes do 7° ano do ensino fundamental e do 1° ano do ensino médio não podiam participar da OLP. A meta do Ministério da Educação é quase dobrar o número de participantes passando 10 milhões.

O evento vai além do concurso porque trabalha com a formação do professor. O impacto do material distribuído e das oficinas com os professores na melhoria da aprendizagem na escola é muito grande. Queremos aumentar essa abrangência, ressalta a secretária de Educação Básica, Maria do Pilar Lacerda.

A OLP possui duas fases. Nos anos pares, os professores e os alunos que se inscrevem na Olimpíada participam de oficinas de leitura e escrita. As atividades são feitas com apoio de materiais elaborados pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). Os cadernos e os almanaques recebidos pelos professores contém orientações para a produção dos diferentes tipos de textos que devem ser produzidos pelos estudantes durante o concurso.

Na primeira edição da OLP, havia três categorias de textos: poesia (para 5° e 6° anos do ensino fundamental); memórias (8° e 9° anos do fundamental) e artigo de opinião para (2° e 3° anos do ensino médio). Agora, mais um tipo de texto será produzido: crônicas. A categoria será para alunos do 9° ano do fundamental e do 1° ano do ensino médio. Os estudantes do 7° ano ¿ novidade na OLP ¿ produzirão textos de memórias. O tema continua o mesmo O lugar onde vivo.

Outra novidade é que todas as escolas receberão o material de formação distribuído aos professores antes mesmo das inscrições. Antes, as escolas só recebiam o material de apoio após as inscrições. Segundo Pilar, a mudança tem o objetivo de incentivar ainda mais a participação das escolas e mostrar aos professores que eles terão ajuda na tarefa de preparar os alunos. As inscrições começam nesta terça-feira e vão até 14 de maio.

Mais informações e formulários de inscrição estão disponíveis no site do MEC .

    Leia tudo sobre: olimpíada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG