Índia passa a exigir construção de banheiros em escolas públicas

Na zona rural, 90% das unidades contam com banheiros, mas metade deles está em estado precário

EFE |

A Corte Suprema da Índia ordenou nesta terça-feira aos governos central e regionais que instalem banheiros em todas as escolas públicas do país antes do fim do ano. Emitida pelos magistrados Dalveer Bhandari e Dipak Misra, a ordem foi concebida em uma audiência realizada para a apresentação de um recurso, informou a agência de notícias "Ians".

A exigência é de que as autoridades de Estado construam banheiros nos centros educativos antes do fim de 2011 e que, enquanto estes não ficarem prontos, instalem lavabos provisórios até 30 de novembro.

Segundo o último relatório anual da ONG Pratham, especializada no setor educativo, na Índia rural - onde vive a maior parte da população - 90% das escolas contam com banheiros, mas metade deles está em estado precário.

Em 1999, o governo indiano lançou uma campanha chamada "Total Sanitation" (Saneamento Total), dispondo de quase US$ 3 bilhões, cujo objetivo era a construção de 118 milhões de banheiros domésticos, 11,2 milhões em escolas e 28 mil em locais públicos de zonas rurais.

No entanto, dados oficiais mostram que o programa está longe de alcançar sua meta, já que há três anos ainda era necessária necessária a construção de banheiros em 115 milhões de lares, dificultando assim a meta oficial de acabar, em 2012, com o hábito de defecar ao ar livre.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG