Haddad diz que educador com pós-graduação é prioridade

Ministro participou de celebração dos 60 anos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes)

iG São Paulo |

O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse nesta terça, durante a abertura da celebração do aniversário de 60 anos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que a ampliação do número de educadores com pós-graduação é prioridade da política nacional de educação do governo federal.

“Estou grato pela atuação e dedicação na formação de aperfeiçoamento na escolaridade de nossos professores, assim, teremos uma educação mais digna e uma sociedade mais culta.”

A Capes oferece bolsas de estudo para a formação de pesquisadores, mestres e doutores. Entre 2007 e 2009, o Brasil passou da 15ª para a 13ª posição no ranking das nações com maior volume de produção acadêmica.

Veja histórias de quem vive de bolsa de estudos

Haddad disse ainda que, para subir mais no ranking, o Brasil precisa de professores com um novo perfil. “Precisamos de professores concursados, interessados no ensino, capazes de diferenciar um convívio dentro e fora da sala de aula e que se enquadrem no perfil de cada escola, seja ela particular ou pública”, ressaltou.

A Capes passou, em 2007, a atuar também na formação de professores da educação básica ampliando o alcance de suas ações na formação de pessoal qualificado no Brasil e no exterior.

    Leia tudo sobre: HaddadCapespós-graduação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG