FONT-SIZE: 10pt; FONT-FAMILY: VerdanaDurante o balanço de um ano do Programa de Desenvolvimento da Educação (PED), o PAC da Educação, o ministro da Educação, Fernando Haddad, justificou o baixo número de 38 municípios contemplados com recursos do plano. " / FONT-SIZE: 10pt; FONT-FAMILY: VerdanaDurante o balanço de um ano do Programa de Desenvolvimento da Educação (PED), o PAC da Educação, o ministro da Educação, Fernando Haddad, justificou o baixo número de 38 municípios contemplados com recursos do plano. " /

Haddad contesta pouca abrangência do PAC da Educação

BRASÍLIA - FONT-SIZE: 10pt; FONT-FAMILY: VerdanaFONT-SIZE: 10pt; FONT-FAMILY: VerdanaDurante o balanço de um ano do Programa de Desenvolvimento da Educação (PED), o PAC da Educação, o ministro da Educação, Fernando Haddad, justificou o baixo número de 38 municípios contemplados com recursos do plano.

Regina Bandeira - Último Segundo/Santafé Idéias |

Segundo Haddad, no ano passado, os Estados foram priorizados por conta da organização das secretarias estaduais. Eles conseguiram apresentar toda a documentação em prazo hábil para liberação de recursos, explicou. De acordo como o ministro, os 21 Estados que apresentaram Plano de Ação Articulada (PAR) foram contemplados.
A explicação de Haddad justifica reportagem do jornal Folha de São Paulo, publicada nesta segunda-feira, segundo a qual mais de 4 mil prefeituras solicitaram recursos em 2007, mas só 38 foram contempladas. Haddad afirmou que o ministério está reforçando a capacidade técnica dos municípios neste ano para que possam formalizar convênios assim como os estados têm conseguido. Muitos municípios não foram atendidos por falta de documentação, enfatizou.
Leia mais sobre: Educação

    Leia tudo sobre: pde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG