ver novamente

Guia de profissões

Saiba tudo sobre 100 cursos e carreiras

Todas as profissões

Engenharia Florestal

Profissões relacionadas ao curso: Engenheiro florestal , gestor ambiental.

1. Sobre o curso

Engenheiro florestal ​


O engenheiro florestal é responsável pela melhoria dos processos de manejo de florestas e de produção de bens florestais, como madeira, celulose e papel. Também atua no aprimoramento dos serviços florestais, que incluem atividades de conservação, recreação e lazer, além de avaliar os impactos ambientais de empreendimentos nos ecossistemas naturais e trabalhar na recuperação de áreas degradadas.

Principais áreas de atuação   


- Tecnologia de produtos florestais
- Manejo florestal
- Educação ambiental
- Recuperação de áreas degradadas
- Ecoturismo
- Fiscalização de empresas que utilizam produtos de origem florestal
Topo

2. Ensino

Número de faculdades 58
Melhores cursos Universidade de Brasília, Universidade Federal de Lavras, Universidade Federal do Paraná (Curitiba – PR)
Vagas disponíveis por ano 3.640
Duração do curso 5 anos
Candidatos 20.488
Candidatos/vaga 5,62
Formandos por ano 1.134
Topo

3. Estágio

​Estágio obrigatório? 

   
Sim

Quem recruta estagiários  

 
- Instituições de pesquisa.
- Organizações e fundações de proteção ao meio ambiente.
- Órgãos de fiscalização e regulamentação florestal, municipais, estaduais e federais.
- Empresas ligadas à produção de florestas.
- Indústrias de transformação da madeira.

Melhor época do ano para procurar estágio

    
Meses de julho, janeiro e fevereiro.

Momento ideal para iniciar estágio  

 
A partir do primeiro ano da graduação.

Atividades do estágio


- Produção de mudas.
- Atividades ligadas a todos os setores administrativos das empresas de base florestal.
- Manejo de fauna e flora em florestas plantadas, nativas e unidades de conservação.

Topo

4. Mercado

​Profissionais no mercado     


O Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea) tem 9.481 registrados. Mas a Sociedade Brasileira de Engenheiros Florestais estima que o número de profissionais chegue a 15 mil.

Exigências para atuar na profissão  

 
- Ter diploma de graduação em Engenharia Florestal.
- Estar registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).

Regulamentação    


Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966, e Resolução nº 186, de 14 de novembro de 1969.

Ganho inicial (média mensal)  

 
R$ 3,8 mil


Ganho escalão intermediário (média mensal)    


R$ 5 mil


Ganho no auge (média mensal)  

 
Até R$ 20 mil


Atividades do início de carreira


- Produção de mudas.
- Plantio e manutenção de florestas plantadas e nativas.
- Manejo de florestas plantadas e florestas nativas.
- Estudos de economia florestal.
- Tecnologia da madeira, em fábricas de celulose e papel, indústrias de geração de energia de biomassa, serrarias, de compensados, de chapas de partículas e fibras de madeira, de beneficiamento e móveis.
- Atividades de conservação da natureza.


Evolução da profissão    


O profissional pode seguir carreira autônoma ou como funcionário de empresas ou instituições de pesquisa, ensino e governamentais, nas quais pode assumir cargos de gerência e direção.


Auge da carreira  

 
Cerca de dez anos.

Dicas     


- O profissional deve gostar de ficar em contato com o meio ambiente e estar disposto a trabalhar em cidades do interior.
- Ter afinidade com ciências exatas e biológicas, por se tratar de uma engenharia que lida com seres vivos.
- É imprescindível que o engenheiro florestal tenha em mente que todas as atividades necessitam de planejamento detalhado. Além de considerar os prazos e as etapas de produção, deve contemplar possíveis resultados adversos para minimizar imprevistos e abrir possibilidades para caminhos alternativos durante o percurso.
Topo
Fontes: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC), dados de 2010; Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), dados de 2008;

Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia  (Confea);

Catho Online

Especialistas entrevistados para compor o perfil da profissão:

Márcio Pereira da Rocha, professor do departamento de Engenharia Florestal - Setor de Ciências Agrárias, da Universidade Federal do Paraná;

Glauber Pinheiro, presidente da Sociedade Brasileira de Engenheiros Florestais (SBEF).
Topo