ver novamente

Guia de profissões

Saiba tudo sobre 100 cursos e carreiras

Todas as profissões

Engenharia de Petróleo e Gás

Profissões relacionadas ao curso: Engenheiro de petróleo e gás, pesquisador .

1. Sobre o curso

Engenheiro de petróleo e gás


O engenheiro de petróleo e gás atua nas diferentes fases da cadeia produtiva do petróleo, do gás natural e do biocombustível. É ele quem planeja e coordena a execução das atividades relacionadas à pesquisa de novas jazidas e à produção de petróleo e gás natural, atuando na exploração, produção, transporte, refino, comercialização, distribuição e logística. Realiza estudos geológicos e avalia a viabilidade técnica e econômica da extração de combustíveis fósseis.

Principais áreas de atuação  


- Prospecção de reservatórios
- Extração de petróleo e gás
- Desenvolvimento de equipamentos
- Transporte e distribuição de petróleo e gás
- Refino
- Comercialização Topo

2. Ensino

Número de faculdades 101 (Engenharia de petróleo / Extração de petróleo e gás)
Melhores cursos Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Campos Dos Goytacazes – RJ)
Vagas disponíveis por ano 15.173 (Engenharia de petróleo / Extração de petróleo e gás)
Duração do curso 5 anos
Candidatos 18.323 (Engenharia de petróleo / Extração de petróleo e gás)
Candidatos/vaga 1,20
Formandos por ano 2.169
Topo

3. Estágio

Estágio obrigatório?  


Sim

Quem recruta estagiários  


- Empresas de geologia e geofísica.
- Empresas de sondagem.
- Institutos de pesquisa.
- Empresas de perfuração e produção de petróleo.
- Indústrias petroquímicas.


Melhor época do ano para procurar estágio 


Existe oferta ao longo de todo o ano, com maior intensidade no início de cada semestre.

Momento ideal para iniciar estágio  


A partir do sétimo período.


Atividades do estágio


- Acompanhamento do levantamento de dados e informações.
- Auxílio em atividades de prospecção e obtenção da matéria-prima, que dá origem tanto a combustíveis comuns quanto à composição de insumos.

Particularidades do estágio 


Como boa parte das atividades são offshore (realizadas em plataformas oceânicas, ao largo da costa), os alunos não acompanham o trabalho no campo. Além das questões de segurança, há o problema do transporte para ir e voltar das plataformas. Por isso, eles ficam baseados em terra. Topo

4. Mercado

Profissionais no mercado  


377

Exigências para atuar na profissão    


- Ter diploma de graduação em Engenharia de Petróleo e Gás.
- Estar registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).

Regulamentação


Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966, e Resolução nº 509, de 26 de setembro de 2008.

Ganho inicial (média mensal)    


R$ 4,3 mil.

Ganho escalão intermediário (média mensal)


R$ 6,1 mil.

Ganho no auge (média mensal)  


De R$ 9 mil a R$ 11 mil.

Atividades do início de carreira 


O profissional atua nas diversas fases da cadeia produtiva do petróleo, do gás natural e de biocombustíveis, como exploração, produção, transporte, refino, comercialização, distribuição e logística, e domina suas principais tecnologias, métodos e sistemas. Ele realiza, com responsabilidade social, autonomia, consciência ambiental e ética, as atividades de supervisão e apoio ao gerenciamento de empresas que atuam direta ou indiretamente nesses setores.


Evolução da profissão    


Conforme ganha experiência, o profissional vai assumindo funções de maior responsabilidade. No auge, pode atingir cargos de liderança e gestão e a direção da empresa, dependendo do seu conhecimento técnico. E, em geral, deve decidir por novas pesquisas, perfurações ou investimentos. É possível também atuar como consultor.

Auge da carreira 


Cerca de dez anos.


Dicas     


- O estudante deve visitar sites de universidades e empresas que trabalham com petróleo para entender as atividades da cadeia produtiva e como ela atua. É importante que o aluno se aprimore em informática e na língua inglesa e busque trabalhos tanto no Brasil quanto no exterior.
- Além da formação, o profissional precisa ter uma boa base de conhecimento comum a todas as áreas de engenharia, como cálculo e gestão econômica e projetos.
- Paralelamente, é necessário fazer cursos com conteúdos específicos para entender melhor a lógica do funcionamento de um reservatório ou o comportamento de um poço, e outros com foco em gestão, para saber como lidar com os profissionais envolvidos nas etapas produtivas. Formação técnica em cursos de pós-graduação lato sensu, mestrado e doutorado são essenciais para quem quer seguir a carreira acadêmica.
Topo
Fontes: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC), dados de 2010; Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), dados de 2008;

Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea)

Especialistas entrevistados para compor o perfil da profissão:

Robert Half, Guia de Salários 2010/2011;

Geraldo Ferrreira, coordenador do curso de Engenharia de Petróleo da Universidade Federal Fluminense (UFF);

Pedro Mendonça, coordenador do curso de Engenharia de Petróleo da Estácio UniRadial
Topo