ver novamente

Guia de profissões

Saiba tudo sobre 100 cursos e carreiras

Todas as profissões

Engenharia de Materiais

Profissões relacionadas ao curso: Engenheiro de materiais .

1. Sobre o curso

Engenheiro de materiais


O engenheiro de materiais é responsável pela seleção, especificação e implementação de novos materiais e pela readequação dos já existentes ao meio industrial. Realiza estudos, ensaios e faz a avaliação de desempenho dos materiais para minimizar os custos e garantir maior qualidade ao produto final. Desenvolve estudos de viabilidade técnico-econômica, de reciclagem e controle de qualidade dos materiais.  Efetua vistorias, perícias, avaliações e emite laudos e pareceres.

Principais áreas de atuação  

 
- Polímeros
- Cerâmica
- MetaisTopo

2. Ensino

Número de faculdades 42
Melhores cursos (Dados não disponíveis pelo INEP)
Vagas disponíveis por ano 1.922
Duração do curso 5 anos
Candidatos 6.833
Candidatos/vaga 3,55
Formandos por ano 513
Topo

3. Estágio

Estágio obrigatório?    


Sim

Quem recruta estagiários  

 
Indústrias de:
- Produtos metálicos
- Plásticos
- Cerâmicos
- Petróleo e gás
- Petroquímica
- Açúcar e álcool
- Energia
- Metalurgia
- Bens duráveis
- Bens de consumo em geral, como embalagens, têxteis e eletroeletrônicos

Melhor época do ano para procurar estágio    


Início do ano ou do segundo semestre.


Momento ideal para iniciar estágio 

   
A partir do quinto ano.

Atividades do estágio  

 
O estagiário desenvolve trabalhos de apoio relacionados a processos de manufatura:
- Ensaios de matérias-primas e produtos.
- Controle da qualidade de materiais.
- Controle da qualidade de produtos.
- Ajuste e controle de variáveis envolvidas no processamento dos materiais.
- Projetos de produtos.
- Seleção de materiais e processos.Topo

4. Mercado

Profissionais no mercado

    
1.779

Exigências para atuar na profissão    


- Ter diploma de graduação em Engenharia de Materiais.
- Estar registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).

Regulamentação 

   
Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966, e Resolução nº 241, de 31 de julho de 1976.

Ganho inicial (média mensal)  

 
De R$ 4 mil a R$ 6,5 mil.

Ganho escalão intermediário (média mensal)

    
De R$ 10 mil a R$ 15 mil.

Ganho no auge (média mensal)  

 
Acima de R$ 15 mil.


Atividades do início de carreira 

   
Geralmente o profissional começa atuando em uma equipe, acompanhando e ajudando o trabalho de engenheiros mais experientes, dando seguimento às atividades iniciadas em estágio.
Evolução da profissão    Um engenheiro pode começar na produção, "no chão de fábrica", e chegar a um alto cargo administrativo, como diretor ou presidente. Também pode atuar de maneira independente, como consultor ou gerenciando seu próprio negócio.

Auge da carreira    


Entre 15 e 20 anos de profissão.

Dicas     


- Ter conhecimento sólido da área de atuação, saber trabalhar em equipe e se relacionar com as pessoas é fundamental.
- O profissional deve gostar de atuar em campo, pois seu trabalho não pode ser desenvolvido somente dentro de um escritório.
- O aperfeiçoamento deve ser contínuo, com cursos e pós-graduação. Com o constante avanço tecnológico e com a economia global, um engenheiro não pode se contentar apenas com sua formação básica.
Topo
Fontes: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC), dados de 2010; Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), dados de 2009;

Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea).

Especialistas entrevistados para compor o perfil da profissão:

Marcelo Falcão de Oliveira, professor do departamento de Engenharia de Materiais, Aeronáutica e Automobilística – EESC/USP.

Robert Half, Guia de Salários 2010-2011.

Leila Figueiredo de Miranda, coordenadora do curso de Engenharia de Materiais da Universidade Presbiteriana Mackenzie
Topo