ver novamente

Guia de profissões

Saiba tudo sobre 100 cursos e carreiras

Todas as profissões

Ciências Econômicas

Profissões relacionadas ao curso: Economista, executivo .

1. Sobre o curso

Economista


O economista atua na análise e avaliação da produção, da distribuição e do consumo de bens e serviços. Com base no funcionamento dos sistemas econômicos, estabelece relações entre seus agentes e a dinâmica das transformações econômicas, políticas e sociais. Analisa o mercado e os mecanismos que estabelecem preços relativos a produtos e serviços, contribuindo para os processos decisórios de alocação de recursos, racionalização de custos e otimização de resultados. Elabora planos de negócio e investimentos, a partir da observação das relações entre oferta e demanda, adaptando-os aos contextos sociais, políticos, econômicos e tecnológicos regionais, nacionais e internacionais.

Principais áreas de atuação


- Planejamento econômico de empresas ou de órgãos de governo
- Mercado financeiro
- Análise de conjuntura econômica
- Auditoria e perícia
- Comércio exterior
- Elaboração de políticas públicas
- Elaboração de estudos de impacto socioambiental

Topo

2. Ensino

Número de faculdades 269
Melhores cursos Escola Brasileira de Economia e Finanças (Ebef – RJ), Universidade de Brasília, Fundação Universidade Federal de Viçosa (MG)
Vagas disponíveis por ano 24.458
Duração do curso 4 anos
Candidatos 63.987
Candidatos/vaga 2,61
Formandos por ano 6.333
Topo

3. Estágio

Estágio obrigatório? 


Sim

Quem recruta estagiários  


- Instituições financeiras
- Institutos de pesquisa
- Empresas
- Prefeituras

Melhor época do ano para procurar estágio 


Não há uma época definida.

Momento ideal para iniciar estágio  


A partir do segundo ano.

Atividades do estágio 


- Cálculos de compra e venda.
- Preenchimento de balanços financeiros.
- Atividades burocráticas. Topo

4. Mercado


Profissionais no mercado  


Mais de 60 mil.

Exigências para atuar na profissão  


- Ser bacharel em Ciências Econômicas.
- Estar registrado no Conselho Regional de Economia (Corecon).


Regulamentação    


Lei nº 1.411, de 13 de agosto de 1951.

Ganho inicial (média mensal)  


- Em pequenas ou médias empresas, de R$ 3,5 mil a R$ 7,5 mil.
- Em grandes empresas, de R$ 5,5 mil a R$ 9 mil.


Ganho escalão intermediário (média mensal) 


- Em pequenas ou médias empresas, de R$ 7 mil a R$ 12 mil.
- Em grandes empresas, de R$ 8 mil a R$ 14 mi.

Ganho no auge (média mensal) 


- Em pequenas ou médias empresas, de R$ 10 mil a R$ 18 mil.
- Em grandes empresas, de R$ 14 mil a R$ 20 mil.

Atividades do início de carreira


Atividades mais operacionais e de trabalho com planilhas de custos e balanços

Evolução da profissão 


Conforme evolui, o profissional passa a assumir cargos de mais responsabilidade, de gerência. De analista, por exemplo, passa para gerente e depois diretor. Para isso, deve estar atento à área de gestão da companhia, especialmente em relação aos recursos e seus impactos. No auge, o profissional atua como diretor de empresa ou empreendedor.

Auge da carreira    


Cerca de 15 anos após a formatura.

Dicas     


- Capacitação contínua é fundamental. O economista deve ser um eterno estudante, uma vez que o cenário econômico também sofre alterações constantes.
- É importante estar atento às mudanças nacionais e internacionais e pesquisar assuntos relacionados às ciências humanas de modo geral, uma vez que a economia está presente em todas elas.
Topo
Fontes: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC), dados de 2010; Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), dados de 2009.

Especialistas entrevistados para compor o perfil da profissão:

Flávio Estaiano de Rezende, economista e diretor do instituto de pesquisa do Corecon-SP;

Robert Half, Guia de Salários 2010-2011
Topo