ver novamente

Guia de profissões

Saiba tudo sobre 100 cursos e carreiras

Todas as profissões

Administração

Profissões relacionadas ao curso: Administração, empresário, executivo .

1. Sobre o curso

​Administrador de empresas


O administrador atua no planejamento, na organização, na gestão e no controle das empresas, gerenciando aspectos financeiros, materiais e humanos. Nos processos de tomada de decisão, proporciona a circulação de novas informações, apresentando soluções adequadas ao contexto organizacional. Tem ainda como função fixar metas e objetivos, organizar e alocar recursos financeiros e tecnológicos, liderar pessoas e equipes, negociar, controlar e avaliar resultados, de acordo com o contexto sociopolítico em que atua.

Principais áreas de atuação


- Gestão de empresas
- Bancos e instituições financeiras
- Mercado de capitais e riscos
- Organizações Públicas
- Organizações Não-Governamentais
- Consultoria
- Empreendedor autônomo
Topo

2. Ensino

Número de faculdades 3.308
Melhores cursos Faculdade De Administração de Empresas (Facamp), Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Universidade Federal de Itajubá (Unifei)
Vagas disponíveis por ano 569.256
Duração do curso 4 anos
Candidatos 849.945
Candidatos/vaga 1,49. Em universidades como a USP, a média chega a quase 15 por vaga
Formandos por ano 141.498
Topo

3. Estágio

Estágio obrigatório? 


Sim

Quem recruta estagiários?


- Empresas
- Órgãos públicos


Melhor época do ano para procurar estágio 


Não há época definida.


Momento ideal para iniciar estágio 


A partir do terceiro ano, quando o estudante já tem mais conhecimento sobre as diferentes áreas da administração. Mas há empresas que recrutam já no primeiro ano.

Atividades do estágio


As atividades podem ser operacionais e burocráticas, se a empresa não tiver um programa de estágio estruturado. Mas se ela tiver um projeto, o estagiário conhecerá as atividades que exercerá quando estiver formado. Por exemplo, se for atuar na área de vendas, começa a aprender e executar os procedimentos de captação de clientes e de fidelização.


Topo

4. Mercado

Profissionais no mercado    


303 mil

Exigências para atuar na profissão  


- Ser bacharel em Administração.
- Estar registrado no Conselho Regional de Administração.

Regulamentação  


Lei nº 4.769, de 9 de setembro de 1965 (2)

Ganho inicial (média mensal) 


- Analista em pequenas e médias empresas: de R$ 1,8 mil a R$ 2,8 mil.
- Analista em grandes empresas: de R$ 2,8 mil a R$ 3,7 mil.


Ganho escalão intermediário (média mensal)  


- Gerente em pequenas e médias empresas: de R$ 7 mil a R$ 10 mil.
Gerente em grandes empresas: de R$ 10 mil a R$ 16 mil.


Ganho no auge (média mensal)


- Diretor em pequenas e médias empresas: de R$ 10 mil a R$ 14 mil.
- Diretor em grandes empresas: de R$ 15 mil a R$ 23 mil.


Atividades do início de carreira 


Pode ser efetivado na empresa em que estagiava, ocupando postos com maior responsabilidade na área administrativa. Se entrar em uma empresa por meio de um programa de trainee, será treinado para assumir cargos de liderança e gestão.

Evolução da profissão  


Em termos de cargos, ocupará posições de analista júnior, pleno, sênior e, depois, postos de supervisão e gestão, como gerência e direção. Se for empreendedor, deverá abrir sua empresa e formalizá-la. Definir um plano de negócios e colocar em prática toda a teoria aprendida na universidade. Pode conseguir orientações sobre os primeiros passos com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) ou buscar ajuda de incubadoras de empresas.  organizações que estimulam a criação e o desenvolvimento de micro e pequenas empresas, oferecendo suporte técnico, gerencial e formação complementar ao empreendedor, como a Anprotec.

Auge da carreira


Cerca de 15 anos após a graduação.


Dicas


- Fazer cursos de pós-graduação, MBAs e cursos no exterior ajuda a ter uma dimensão específica do negócio e proporciona uma visão global sobre a carreira.
- Converse com gestores e líderes para ampliar sua visão sobre a profissão.
- É importante participar de seminários, congressos e palestras com especialistas das áreas nas quais atua.

Uma história de sucesso

"Aprender a fazer mudanças em ambientes multiculturais é um processo evolutivo. Comecei a aprender desde cedo sobre esse processo quando fiz mestrado na UFRGS e na FGV e MBA em Los Angeles, nos EUA. É muito importante entender as culturas, nos mínimos detalhes".

"Sou otimista por definição: sempre acho que as coisas podem melhorar. Acho que isso simplifica tudo. Acredito firmemente em uma gestão com a participação das pessoas e que a coletividade das competências é que consegue chegar à melhor solução".

"Em cada fase da minha vida encontrei nos livros sempre uma fonte de conhecimento. Por isso recomendo o hábito da leitura".

Francisco Valim, presidente da Experian para Europa, Oriente Médio, África e América Latina

Topo
Fontes: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC), dados de 2008; Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), dados de 2006;

Conselho Federal de Administração.Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC), dados de 2008; Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), dados de 2009;

Conselho Federal de Administração

Especialistas entrevistados para compor o perfil da profissão:

Danilo Castro, diretor da Page Personnel;

Hamilton Corrêa, coordenador de graduação do curso de Administração da Universidade de São Paulo;

Carolina Asevedo, gerente da divisão de finanças da Michael Page;

Francisco Valim, presidente da Experian para Europa, Oriente Médio, África e América Latina;

Robert Half – Guia de Salários 2010-2011

Topo