Grupo contra reitoria vence eleições estudantis da USP

Chapa "Não vou me adaptar" teve 51% dos votos entre cinco concorrentes

iG São Paulo |

A chapa "Não vou me adaptar" de oposição à atual reitoria, venceu as eleições para o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade de São Paulo (USP). O grupo inclui diretores que já faziam parte do órgão e ajudaram a organizar as manifestações contra a presença da Polícia Militar na instituição desde o ano passado.

Ao todo, 13.134 estudantes participaram da votação. O número ainda representa baixa adesão dentre os 80 mil alunos da USP, mas é o maior da última década.

Concorriam cinco chapas, quatro contra a atual administração e uma a favor. A vencedora teve 51% dos votos e em segundo lugar ficou a "Reação" que concorda com a presença policial nos campi, com 19%.

A nova diretoria toma posse em duas semanas. Entre os principais assuntos a serem debatidos no início do mandato está a mudança de regimento da pós-graduação , que é vista pela chapa vencedora como um passo em direção a privatização de parte da universidade. Conforme o iG mostrou com exclusividade na quinta-feira, alterações sugeridas pela pró-reitoria permitem parcerias com instituições não acadêmicas, professores sem doutorado e que parceiros possam fazer cobranças dos matriculados.

Enquanto ocorria a votação para o DCE, o Conselho Universitário criou uma Superintendência de Segurança que chefiará a Guarda Universitária e tem a frente um coronel aposentado da PM .

    Leia tudo sobre: dceusppmreitor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG