Grevistas bloqueiam entrada em reitoria da USP

Categoria reivindica aumento salarial de 16% e a volta da isonomia salarial entre professores e os demais funcionários

Agência Estado |

Cerca de 80 pessoas estão reunidas desde as 5h30 desta terça-feira em frente à reitoria da Universidade de São Paulo (USP), no Butantã, zona oeste da capital paulista, impedindo a entrada dos funcionários, segundo informações da Polícia Militar (PM). Os manifestantes, em greve desde o último dia 4, prometem impedir também a entrada do reitor João Grandino Rodas, de acordo com o Sindicato dos Funcionários da USP (Sintusp). O ato, por enquanto, é pacífico.

A categoria reivindica aumento salarial de 16%, mais R$ 200, e a volta da isonomia salarial entre professores e os demais funcionários. Amanhã, os grevistas irão lotar 12 ônibus, que sairão de São Paulo, para participar de um ato unificado entre as três universidades em greve na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde fica a sede da presidência do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp).

AE
Funcionários bloquearam a entrada da reitoria da USP na madrugada desta terça-feira

    Leia tudo sobre: greveuspreitoria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG