Greenpeace estuda degelo na geleira de Petermann, na Groenlândia

O grupo ativista ambiental Greenpeace realiza um trabalho de campo há um mês na região da geleira de Petermann, um dos maiores glaciares da Groenlândia. O objetivo é buscar evidências das mudanças climáticas sobre o local.

Apolo11 |


A equipe científica composta pelos especialistas Jason Box, em camadas de gelo, Alun Hubbard, em glaciologia e Richard Bates, em geofísica, fez diversas observações a bordo do quebra-gelo Arctic Sunrise.

O degelo naquela região está ocorrendo muito rapidamente, efeito do aquecimento global, acreditam os pesquisadores. O barco da equipe passou com facilidade pelo Estreito de Nares, uma rota que antes não era navegável.

Durante o trabalho foram instaladas diversas câmeras de vídeo e GPS em vários pontos do glaciar de Petermann, com o intuito de monitorar a provável queda da geleira.

Imagens de satélite indicam que uma área territorial maior do que a ilha de Manhattan pode se desprender da geleira ainda neste verão no Hemisfério Norte.

Foto: A equipe do Greenpeace utilizou caiaques dotados de radar de penetração de solo, que permitiu aos pesquisadores fazerem um levantamento das forças que agem sobre as geleiras da região. Crédito: Greenpeace/Nick Cobbing.


Leia mais sobre: Groenlândia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG