Governo muda regra para contratar professor

Secretaria de Educação de SP abre vagas para temporários que não participaram do Processo de Seletivo Simplificado para Docentes

iG São Paulo |

Professores que não participaram do Processo  Seletivo Simplificado para Docentes poderão se candidatar a uma vaga de temporário em escolas estaduais de São Paulo. A mudança na regra foi publicada pela Secretaria de Educação nesta terça-feira no Diário Oficial.  Serão aceitos agora docentes e candidatos que, mesmo inscritos, não fizeram a prova de conhecimento.

A atribuição de aulas vai ocorrer desde que esgotadas as possibilidades de atribuição de aulas aos docentes e candidatos aprovados na prova. É vedada a atribuição de aulas que não sejam de disciplinas previstas nas matrizes curriculares.

"Não podemos deixar a sala de aula sem professor. Se não tem gente suficiente concursada, somos obrigados a procurar fora. Pior seria não ter nenhum professor", disse o governador Alberto Goldman em entrevista coletiva na tarde de quarta-feira no Palácio dos Bandeirantes.

De acordo com o secretário de Educação de São Paulo, Paulo Renato Souza, "está sendo criado um banco de professores que poderão atuar neste ano. A contratação será pela ordem de classificação no concurso e depois pela nota que eles tiraram na prova. Os professores que não fizeram a prova poderão se inscrever neste banco e, se as opções entre os que prestaram o concurso terminarem e continuar faltando docente, eles serão convocados".

Segundo o secretário, o banco de professores deve estar pronto em junho deste ano. Souza afirma ainda que os docentes que não fizeram o concurso passarão por avaliação no final do ano para que possam continuar atuando no próximo ano.

"A decisão mostra que aparentemente está havendo lacuna de professores na rede estadual, em decorrência do chamado provão dos temporários", afirmou Maria Izabel Noronha, presidente da Apeoesp, o sindicato que representa os professores e que é contra a avaliação. 

O Processo Seletivo Simplificado para Docentes foi uma medida tomada pela Secretaria de Educação com o objetivo de selecionar professores mais qualificados. Neste ano, no entanto, o total de professores aprovados foi insuficiente.

* atualizada em 27/05/2010 às 11h19

    Leia tudo sobre: escolatemporárioSão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG