Governo federal aumenta em 21% verba destinada a escolas técnicas

Programa que destina recursos para reforma, ampliação e equipamento depende de convênio com Estados

iG São Paulo |

O governo federal aumentou em 21% a verba destinada ao programa Brasil Profissionalizado do Ministério da Educação em 2011. O valor total que era de R$ 263,4 milhões no ano passado passa a R$ 320 milhões. Para receber, os Estados precisam assinar convênios e comprovar que as destinações anteriores foram gastas.  A verba é para reforma, ampliação, construção de escolas técnicas e aquisição de recursos pedagógicos.

Parte do orçamento será utilizada para novos convênios com o Distrito Federal, Amazonas, Rio de Janeiro e Rondônia, unidades da Federação que ainda não aderiram ao programa e receberão assim que assinarem os convênios.

Os 23 estados que já assinaram odem apresentar novas propostas à medida que executarem os recursos repassados que somam R$ 1,5 bilhão. A primeira meta é terminar as obras em andamento e consolidar as ações em curso, ressalta o secretário de Educação Profissional e Tecnológica, Eliezer Pacheco.

Das 176 escolas técnicas estaduais previstas para serem construídas com recursos do programa, apenas 22 já foram entregues. Quando todas as escolas estiverem funcionando haverá 210 mil novas vagas. Segundo o Ministério da Educação, o objetivo é alcançar meio milhão de novas matrículas, mas não há um prazo definido. Atualmente o país conta com 800 mil vagas de ensino técnico e especialistas calculam que seria necessário pelo menos dobrar.

No primeiro pronunciamento oficial após a posse, a presidenta Dilma Rousseff prometeu ampliar o número de vagas em cursos técnicos por um convênio com o Sistema S , responsável por Sesi, Senac, Senai, Sesc.

    Leia tudo sobre: ensino técnicoescolas profissionalizantesMECverba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG