Funcionários grevistas da USP fecham rua do centro de SP

Manifestação bloqueia Rua Itapeva; no local, reitores e sindicalistas discutem reajuste salarial dos trabalhadores da universidade

iG São Paulo |

Funcionários da Universidade de São Paulo (USP), em greve desde o dia 5 de maio, fizeram uma manifestação nesta terça-feira em frente à sede do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp), na Rua Itapeva, no centro da capital paulista, e bloquearam a via.

Sérgio Castro/AE
Protesto de funcionários em greve bloqueia Rua Itapeva, na Bela Vista, região central de São Paulo

Estão reunidos no Cruesp o conselho de reitores e o Fórum das Seis (formado por sindicatos de professores e funcionários da USP, Unicamp e Unesp) para negociar a pauta salarial dos trabalhadores. Policiais militares e da força tática acompanham o protesto dos funcionários, que segundo o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp) é pacífica.

A greve

A paralisação foi aprovada em assembleia da categoria no último dia 29. Os funcionários reivindicam 16% de reposição salarial e o cumprimento da incorporação de R$ 200 ao salário-base. Os professores não participam da paralisação, pois já receberam um reajuste de 6% retroativo a fevereiro, concedido no início de março, segundo o sindicato.

    Leia tudo sobre: Greve de funcionáriosUSP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG