Funcionários das Etecs e Fatecs suspendem greve

Após um mês de paralisação, governo anunciou propostas de aumento e abertura para negociação

iG São Paulo |

A greve de professores e funcionários do Centro Paula Souza – mantenedor das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) e das Faculdades de Tecnologia (Fatecs) de São Paulo – foi suspensa na noite desta segunda-feira. Após reunião de funcionários e professores com representantes do governo, o movimento decidiu dar um voto de confiança e retomar a rotina.

Além dos 11% para toda a categoria, anunciados em maio, o governo prometeu uma progressão automática a todos os professores iniciantes que aumenta em mais 12% o salário destes profissionais - que hoje são metade do total. Também ficaram agendadas reuniões para os próximos dois meses para discutir evolução funcional para os funcionários com bom desempenho, melhorias para os servidores técnico administrativos e elaboração de um novo Plano de Carreira.

Logo depois da reunião, uma assembleia decidiu suspender a greve até agosto, quando as promessas deverão se concretizar.

Segundo o último balanço do sindicato da categoria, 70 Etecs e 16 Fatecs estão totalmente ou parcialmente paralisadas. A adesão é maior no interior do Estado, onde 41 Etecs têm profissionais em greve e 15 Fatecs estão com atividades comprometidas pela paralisação. O governo contesta os números e diz que a paralisação em nenhum momento superou os 20% de professores e nos últimos dias era de cerca de 10%.

As Etecs são as melhores escolas estaduais de ensino médio. No último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), as dez unidades da rede mais bem colocadas eram Etecs.

Marina Morena Costa
Fachada da Etec Carlos de Campos, que está sem aulas no ensino médio regular e com paralisação parcial no técnico


A paralisação foi iniciada um dia após o governador Geraldo Alckmin anunciar um reajuste de 11% . O piso para professores das Etecs passou de R$ 2.000 para R$ 2.220 e nas Fatecs de R$ 3.600 para R$ 3.966, para jornadas de 40 horas semanais. Por hora de aula, isso significa um aumento de R$ 10 para R$ 11,10 nas Etecs, e de R$ 18 para R$ 20 nas Fatecs


    Leia tudo sobre: centro paula souzaetecsfatecsgreveparalisação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG