Federal do Espírito Santo tem o melhor resultado na OAB

Entre os Estados, Bahia e Santa Catarina tiveram o melhor desempenho. Veja lista das primeiras colocadas

iG São Paulo |

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) é a nova primeira colocada no Exame da Ordem, aplicado pela OAB para dar aos bacharéis em Direito a prerrogativa para advogar. Entre os candidatos da instituição inscritos, 80,8% foram aprovados. A primeira paulista é a Universidade de São Paulo (USP) em oitovo lugar.

Lista completa: veja os índices de aprovação em todas as instituições de ensino

Piores resultados: Número de instituições sem aprovados na OAB cai 72%

Mais aprovados: 5º Exame de Ordem da OAB registra recorde de aprovação

Com o índice de aprovação geral elevado de 15% para 24,5%, também subiram os porcentuais de aprovação nas universidades com maior desempenho. As faculdades públicas mais uma vez se destacaram e entre as 20 melhores faculdades em índice de aprovação, 98% já tinham após o exame anterior. 

As que mais se destacaram foram (entre parênteses o porcentual de aprovados)

1 - Universidade Federal do Espírito Santo (80,80);

2 - Universidade Federal de Pernambuco (78,57);

3 - Universidade Federal de Minas Gerais (77,89);

4 - Universidade Federal do Ceará (77,05);

5 - Universidade Federal de Juiz de Fora (76,12);

6 - Universidade Federal de Pelotas (74,67);

7 - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (73,81);

8 - Universidade de São Paulo (72,05)

9 - Universidade Federal do Paraná (71,64);

10 - Universidade de Federal de Santa Catarina (70,51);

11 - Universidade Federal de Viçosa (69,57);

12 - Fundação Universidade Federal do Rio Grande (69,44);

13 - Universidade Federal do Estado da Bahia (69,23);

14 - Universidade Federal do Rio Grande do Norte (68,75);

15 - Universidade Federal da Bahia (68,14);

16 - Universidade Federal da Paraíba (66,67);

17 - Universidade Estadual de Montes Claros (66,67);

18 - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (66,18);

19 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (66,13);

20 - Universidade do Estado do Rio de Janeiro (65,16)

De acordo com o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, apesar de o índice de aprovação estar ainda longe do ideal, houve um significativo avanço em relação ao desempenho dos Exames de Ordem Unificados de anos anteriores. Para ele, isto se deve "a uma acentuada melhora na formulação, organização e aplicação das provas em todo o País e ao crescente interesse dos próprios estudantes, que vêm superando as dificuldades resultantes da baixa qualidade que ainda é observada na maioria dos cursos".

Bahia tem melhor desempenho geral

A Bahia foi o Estado que, proporcionalmente, apresentou o melhor desempenho no 5º Exame de Ordem Unificado da OAB entre as 27 seccionais. Com um índice de aprovação de 30,64% (5.053 inscritos presentes, para 1.548 aprovados), o Estado superou com folga a média nacional de 24,5% dos aprovados. Em todo o País, o exame contou com um total de 106.086 candidatos presentes, dos quais 26.010 passaram e vão receber a carteira profissional da OAB.

Em segundo lugar ficou o Estado de Santa Catarina, que obteve um índice de 29,09 de aprovação dos seus 3.696 inscritos presentes. O Rio Grande do Sul, com 28,78% de aprovados, pontuou em terceiro lugar no ranking dos Estados que mais aprovaram. Rio de Janeiro (28,27% de aprovados, para 9.606 candidatos) e Minas Gerais (27,63% de aprovados, para 11.312 candidatos), Estados que têm grande número de bacharéis e faculdades, ocuparam respectivamente o quarto e quinto lugares nos índices de aprovação.

São Paulo e DF abaixo da média

Maior Estado do País e campeão no número de candidatos inscritos que realizaram o exame (23.081), São Paulo ocupou o décimo nono lugar em aprovação dentre as 27 unidades da federação, aprovando 20,74% dos candidatos. Capital da República, o Distrito Federal também teve desempenho abaixo da média nacional, com aprovação de 22,80% dos seus 4.416 inscritos presentes.

    Leia tudo sobre: oabexame da ordem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG