Faltas de professores diminuem com nova lei, diz secretaria

SÃO PAULO - A Secretaria de Estado da Educação divulgou um balanço nesta quarta-feira que aponta que as faltas dos professores diminuíram 37% após a nova lei que, aplicada desde 17 abril, limita o número de ausências com pedidos médicos.

Redação |

Segundo a secretaria, em maio e junho de 2007, quando ainda não havia a lei que limitava as faltas, houve 90.100 faltas motivadas por atestados médicos. Já no mesmo período deste ano, foram registradas 57.000 ausências, ou seja, 37%.

A secretaria informou que, antes da nova lei entrar em vigor, eram registradas 30 mil faltas diárias, o que representa 12,8% dos 230 mil professores da rede estadual de ensino. Essas ausências eram amparadas por 19 dispositivos legais, que garantiam que não houvesse desconto em folha de pagamento.

De acordo com a secretaria, amparados por esses dispositivos, era possível que um professor trabalhasse somente 27 dos 200 dias letivos.

Leia mais sobre: Professores

    Leia tudo sobre: professores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG