Faculdade de BH anuncia mudanças após protesto

Alunos da Faculdade Pitágoras reclamam do aumento das mensalidades e a diminuição da grade curricular

Agência Estado |

AE
Estudantes protestam em frente à Faculdade Pitágoras em Belo Horizonte

A Faculdade Pitágoras, em Belo Horizonte, se diz "surpreendida" pela manifestação ocorrida ontem à noite em frente à instituição e espera "um posicionamento das autoridades". Cerca de três mil estudantes protestaram contra o aumento nas mensalidades e a diminuição da grade curricular, e acabaram entrando em confronto com a Polícia Militar (PM).

Em nota, a faculdade anunciou que um novo modelo acadêmico será implantado a partir do segundo semestre deste ano. De acordo com a Pitágoras, entre as mudanças estão o fortalecimento da carga horária dos cursos, obedecendo aos parâmetros das diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC). O modelo de divisão do semestre em dois termos letivos - atualmente em vigor nas unidades com a marca Pitágoras - também será substituído, a partir de agosto, pelo semestral, informou o comunicado.

Durante o confronto, os estudantes jogaram objetos em veículos e viaturas que passavam pelo local, no bairro Luxemburgo. A polícia lançou bombas de gás lacrimogêneo e atirou balas de borracha contra a multidão.  Quatro estudantes e dois militares ficaram feridos.

AE
Polícia lançou bombas de gás lacrimogênio para conter protesto de estudantes

    Leia tudo sobre: protestoestudantesfaculdade pitágoras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG