fêcho , tu fêchas - Educação - iG" /

Eu fêcho , tu fêchas

Em 1971, nossa língua sofreu uma reforma ortográfica que extinguiu o acento circunflexo diferencial das letras ¿e¿ e ¿o¿ nos homógrafos (vocábulos escritos da mesma forma) heterofônicos (vocábulos com pronúncias diferentes).

Reinaldo Pimenta |

Exemplos: (1) o substantivo PESO (ê) perdeu o acento (grafava-se pêso), que era usado para diferenciá-lo de seu homógrafo heterofônico (eu) PESO (é); (2) o substantivo JOGO (ô) perdeu o acento (grafava-se jôgo), que era usado para diferenciá-lo de seu homógrafo heterofônico (eu) JOGO (ó). Assim, passaram a ser grafados da mesma forma (1) o substantivo PESO (ê) e a forma verbal (eu) PESO (é) e (2) o substantivo JOGO (ô) e a forma verbal (eu) JOGO (ó).

Antes da reforma de 1971, o substantivo FECHO (ê) não tinha acento (e continua não tendo), porque não existia (e continua não existindo) a pronúncia (eu) FECHO (é). A forma verbal sempre foi adequadamente pronunciada (eu) FECHO (ê).

A pronúncia correta do verbo FECHAR é assim (e sempre foi assim): eu FECHO (ê), tu FECHAS (ê), ele FECHA (ê); é preciso que eu FECHE (ê), que tu FECHES (ê), que ele FECHE (ê).

E não me venham com regionalismos.

Leia mais sobre: Português Urgente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG