Estudantes protestam no Rio por meia-passagem e investimentos

Câmara aprovou desconto na passagem para universitários bolsistas e cotistas

iG São Paulo |

Cerca de três mil estudantes da rede pública fizeram uma passeata na tarde desta quarta-feira (23), no centro do Rio de Janeiro, como parte da jornada nacional de lutas, organizada pela União Nacional dos Estudantes (UNE). A manifestação começou ao meio-dia com uma concentração em frente à Assembleia Legislativa, de onde os estudantes seguiram para a Cinelândia.

O ato serviu para apoiar a votação na Câmara Municipal do Projeto de Lei 739/2010 que regulamenta a redução do valor das passagens nos transportes públicos no município do Rio para universitários bolsistas atendidos pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e cotistas beneficiados por diferentes políticas públicas.

Segundo o presidente da UNE, Augusto Chagas, a aprovação deste projeto é um estímulo à permanência de jovens, oriundos de classes menos favorecidas, na universidade e uma forma de justiça social. Chagas ainda ressaltou que esse projeto já é lei em outros municípios do país.

Para o presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), Yann Evanovick, o projeto é um direito dos universitários e há otimismo de uma expansão para todos os universitários da rede privada e pública.

Além de reivindicar a meia-passagem para os universitários, os estudantes voltaram a defender uma nova votação para o projeto de lei que destina 50% do Fundo Social do Pré-Sal para investimentos na área da educação.

Na quinta-feira, entidades estudantis farão uma manifestação em Brasília. São esperados 10 mil estudantes na Esplanada dos Ministérios. A concentração será às 10h, em frente à Biblioteca Nacional e a marcha seguirá para o Congresso Nacional. Lá, os estudantes esperam ser recebidos pela presidenta Dilma Rousseff. A audiência já foi solicitada e o objetivo será dialogar com a presidenta a pauta de reivindicações, principalmente, sobre o veto do ex-presidente Lula ao projeto de lei que destina 50% do Fundo Social do Pré-sal para a educação e os recentes cortes no orçamento que podem atingir o financiamento das universidades.

* Com Agência Brasil

    Leia tudo sobre: UNEUBESmanifestação estudantil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG