Estudantes da USP protestam por melhorias no conjunto de moradias da universidade

Estudantes da Universidade de São Paulo (USP) ocuparam na madrugada desta quinta-feira a Coordenadoria do Serviço de Assistência Social (Coseas) da universidade. Segundo a USP, 25 pessoas ocupam uma sala pacificamente.

iG São Paulo |

Os moradores do Conjunto Residencial da USP (Crusp) decidiram pela ocupação após uma assembleia realizada na noite de ontem. Segundo a Associação de Moradores do Crusp (Amorcrusp), mais de 100 alunos ficaram sem vagas de moradia neste ano. Os estudantes também reclamam do atraso na conclusão da obra de um novo bloco do conjunto que, segundo alegam, deveria ter sido entregue em 2009.

AE

Estudantes acampados em frente à sede do Coseas

Segundo a assessoria de imprensa da USP, a entrega das obras de expansão do Crusp está prevista para junho de 2010.

Na pauta de reivindicações publicada no site da Amorcrusp , os estudantes exigem ainda transparência nos processos seletivos para os programas de permanência; contratação de mais funcionários e melhoria nas condições desumanas de trabalho e atendimento nos restaurantes; fim das expulsões arbitrárias de estudantes da moradia; fim do serviço de vigilância e da prática de violência irregular da coordenadoria de assistência social; autonomia dos estudantes no espaço da moradia e nos processos seletivos para os programas de permanência.

    Leia tudo sobre: ocupaçãousp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG