Estudante de 11 anos é o participante mais novo da Conferência de Educação

Brasília - Em meio a mais de 3 mil participantes da Conferência Nacional de Educação (Conae), um deles chama a atenção pela idade: Breno Figueiredo, de 11 anos, morador da cidade de Iguatu (CE), a 300 quilômetros e Fortaleza. Aluno da Escola Municipal João Paulino de Araújo, ele é um dos representes do segmento estudantil na conferência.

Agência Brasil |

Para chegar até a etapa nacional, Breno participou da conferência municipal e de etapa estadual, quando foi um dos quatro estudantes selecionados para vir a Brasília. Aluno do 6º ano do ensino fundamental, ele diz que é uma grande responsabilidade representar o Ceará no encontro.

Estou muito feliz porque aqui serão decididos os rumos da educação para os próximos dez anos, disse.

Breno avalia que a educação está precisando melhorar, mas, segundo ele, sua escola tem uma boa estrutura e professores bem capacitados. Eu acho que a educação é um dos maiores meios para o país evoluir, ela vai decidir os rumos do Brasil.

O estudante admite que não é comum crianças da idade dele se interessarem por política. Eu deixava de ir brincar ou jogar videogame para ler um livro, coisa que uma criança não faz mais hoje em dia.

Breno acredita que o gosto pelos estudos, especialmente por ciências, vem dos pais que desde que ele era pequeno o incentivavam a ler contando histórias antes de dormir. Eles já estavam planejando meu futuro, diz. A família tem uma pequena empresa de serigrafia.

Depois da Conae, Breno volta para Iguatu, onde mora com dois irmãos e os pais. Ele espera ser biólogo ou veterinário quando crescer. A proposta que o estudante trouxe a conferência é que alunos de escolas pública tenham mais acesso a bolsas de estudo.

    Leia tudo sobre: conaepne

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG