Estudante corre por rua errada e se atrasa no vestibular da Unesp

Trânsito e distância do local de prova da estação Barra Funda de trem e metrô são motivos de atraso em São Paulo

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

Pelo menos seis estudantes chegaram atrasados a segunda fase do vestibular da Universidade Estadual Paulista (Unesp) aplicada no campus da Avenida Marquês de São Vicente da Universidade Paulista (Unip), na Água Branca, zona oeste de São Paulo. Os atrasados reclamaram do trânsito e da distância de quatro quilômetros entre o local de prova e o Terminal Rodoviário da Barra Funda (ônibus, metrô e trem).

Neste domingo, são esperados 31.599 estudantes para as provas da segunda fase da Unesp. Os candidatos realizam o exame com 24 questões discursivas, das 14h às 18h30. A Unesp oferece 6.484 vagas em 155 cursos distribuídos em 19 cidades de todas as regiões do Estado de São Paulo. O iG, em parceria com os professores do cursinho da Poli, fará a correção online das provas logo após o término da aplicação.

Amana Salles/Fotoarena
Guilherme Neves perde a prova e lamenta o atraso
Guilherme Cassiano Neves, 17 anos, mora em Carapicuíba, na região metropolitana de São Paulo, e saiu de casa às 12h. Às 13h30 o estudante chegou à estação Barra Funda achando que a Unip fosse próxima, mas logo viu vários estudantes correndo para o local de provas. Guilherme entrou em uma rua errada e só chegou às 14h02 à Unip.

Suado, decepcionado e chorando, ele lamentou ter perdido a prova do vestibular da Unesp. “Fui bem na primeira fase. Acertei 48 questões de 90 e estava confiante que passaria”, declarou. Guilherme quer estudar turismo e passou para a segunda fase da Fuvest, que seleciona alunos para a USP. Mas como acertou apenas 27 questões de 89, está com receio de não ser aprovado.

O trânsito foi a queixa de Gabriel Reis, 18 anos, que quer estudar artes cênicas. “Até domingo tem trânsito nesta cidade”, reclamou o estudante.

Paulo Henrique de Souza, 27 anos, foi o primeiro atrasado a chegar à Unip. Ele saiu atrasado de sua casa, na Vila Mascote, às 13h15. “Teve contratempos familiares”, explicou. Paulo afirma que prestará a prova de segunda-feira e diz ainda ter esperanças em ser aprovado para uma vaga em Regência.

Prioridade

Com a divulgação das notas de corte da Fuvest , muitos estudantes passaram a encarar o vestibular da Universidade Estadual Paulista (Unesp) como prioridade absoluta. As notas de corte do processo seletivo para a Universidade de São Paulo (USP) e para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo dão aos estudantes uma ideia se serão ou não aprovados para a segunda fase da Fuvest – o resultado oficial sai na próxima segunda-feira (20).

Carolina Sakiyama, de 23 anos, quer estudar psicologia e tinha a USP como primeira opção. Pela nota de corte divulgada pela Fuvest, a estudante já sabe que não passou para a segunda fase. “Agora a Unesp é a minha prioridade total”, afirma.

Beatriz Pontes Araújo, 19 anos, tenta uma vaga em geologia. A estudante já sabe que não passará para a segunda fase e aguarda o resultado da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que seria sua terceira opção de estudo. “Estou confiante que vou passar porque a Unesp pega mais leve. A USP é feita para reprovar mesmo”, diz Beatriz.

Os amigos Lucas Rego, 18 anos, e Rafael Ribeiro, de 22 anos, estudam juntos em um cursinho pré-vestibular para ingressar em medicina. Lucas presta vestibular pela segunda vez e já sabe que não passou na Fuvest. As prioridades para ele agora são Unesp e Unifesp. Rafael, mais experiente, encara a maratona de provas pela quinta vez e presta cinco vestibulares. Este ano ele passou para a segunda fase por um ponto. “Na verdade qualquer uma delas (das faculdades) seria ótimo.”

Além das 19 cidades com oferta de cursos (Araçatuba, Araraquara, Assis, Bauru, Botucatu, Franca, Guaratinguetá, Ilha Solteira, Itapeva, Jaboticabal, Marília, Presidente Prudente, Rio Claro, Rosana, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, São Vicente e Tupã), as provas são aplicadas também nos seguintes municípios paulistas: Americana, Campinas, Dracena, Guarulhos, Jundiaí, Ourinhos, Piracicaba, Registro, Ribeirão Preto, Santo André e Sorocaba.

Os cursos mais concorridos são os de Medicina (128,9), Direito (50,2), Arquitetura e Urbanismo (40), Engenharia Civil (35,2) e Engenharia de Produção Mecânica (33,9).

O resultado final do vestibular será divulgado em 3 de fevereiro, nos sites da Unesp e da Vunesp.

    Leia tudo sobre: unespvestibularsegunda faseprova

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG