15 são privadas e 5 públicas." /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Educação
enhanced by Google
 

Escolas privadas e federais lideram ranking do Enem

SÃO PAULO - Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2007 confirmam uma tendência: o melhor desempenho dessa etapa da educação no País está associado a escolas particulares e federais. Das 20 escolas que estão no topo da lista no exame do ano passado, http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/2008/04/04/enem_15_das_20_melhores_escolas_sao_particulares_1258588.html target=_blank15 são privadas e 5 públicas.

Agência Estado |

 

Dessas, todas são federais, ligadas a universidades ou Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets). Essas instituições normalmente têm orçamento alto e processo de seleção criterioso, diferenciando-as das redes estaduais e municipais.

Mesmo quando se considera apenas as escolas públicas (que também englobam as redes mantidas pelos Estados e municípios), as federais se mantêm na frente - das 20 primeiras, apenas 3 são escolas estaduais e, mesmo assim, incluem duas técnicas e o colégio de aplicação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). A participação no Enem não é obrigatória, mas, no ano passado, cerca de 3 milhões de alunos prestaram o exame, dos quais 1 milhão terminaram o ensino médio em 2007.

A região Sudeste domina os bons resultados. É no Rio onde estão seis das melhores escolas do País, incluindo os três primeiros lugares no Enem. São Paulo tem cinco, porém a primeira escola só aparece em sexto lugar no ranking geral. As exceções a esse padrão nacional são duas escolas de Teresina (PI), duas do Recife (PE) e uma da Bahia.

Mesmo entre as escolas públicas, o padrão é semelhante. No entanto, entram aí escolas de cidades do interior, como Barbacena (MG), Juiz de Fora (MG) e Cubatão (SP) - isso graças ao predomínio de colégios técnicos e ligados a universidades federais. Quando se retira as escolas federais da conta, as melhores públicas do País se concentram nas técnicas, basicamente em São Paulo. Das 20 melhores, apenas o Instituto de Aplicação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro e o Centro de Ensino Médio Tiradentes - escola estadual ligada à Brigada Militar gaúcha - não são técnicas.

Entre as escolas privadas, a concentração no Sudeste se mantém. Das 20 melhores, 15 estão na região. Mas o Sul, tradicionalmente associado à qualidade de ensino, não entra no ranking. As outras cinco melhores escolas estão no Nordeste. Uma das representantes do Piauí, o Educandário Santa Maria Goretti, ficou fora das 20 primeiras no ano passado, mas apareceu como oitava melhor nacional neste ano e a sétima entre as privadas.

Um dos fatos que chamam a atenção é a média obtida pelos estudantes das melhores escolas do País, muito superior à média nacional. A média total do Colégio de São Bento, do Rio, chega a ser mais de 30 pontos acima da média do Enem 2007. A melhor pública do País, o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa, não fica atrás e alcança quase 30 pontos acima da média nacional e 32 pontos acima da nota das escolas públicas no Enem, que, em 2007, não passou de 48,1 pontos. As informações são do jornal "O Estado de S.Paulo".

Leia mais sobre: Enem

Leia tudo sobre: enem

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG