Escolas particulares de São Paulo se previnem contra a gripe suína

Preocupadas com a gripe suína, algumas escolas particulares da capital paulista voltam a adotar, neste início de ano letivo, medidas de prevenção e orientação. No Colégio Bandeirantes, na zona sul, haverá campanha de vacinação para funcionários. Outra unidade de ensino avalia a possibilidade de oferecer as doses aos alunos e professores.

Agência Estado |

No País, a imunização estará disponível gratuitamente a partir de hoje, com o início da campanha nacional de vacinação, que será dividida em cinco etapas até 21 de maio. Em 2009, a doença provocou 39.679 casos de doença respiratória grave e 1.705 mortes no País entre 25 de abril e 31 de dezembro.

Em 9 de 11 escolas particulares consultadas pela reportagem, a prevenção da doença entre os alunos será feita com a instalação de dispositivos com álcool em gel na porta das salas de aula e com a oferta de copos de plástico ao lado dos bebedouros.

Muitos equipamentos para o álcool foram instalados no ano passado, quando colégios suspenderam aulas por conta da gripe. As escolas particulares e também a rede municipal colocarão ainda cartazes com orientações sobre a doença e hábitos de higiene para evitar a contaminação.

Os colégios Magno e Rio Branco, além da rede estadual de ensino, informaram que aguardam orientações do Ministério da Saúde sobre como proceder em suas instalações. Em 2009, a recomendação era que a escola avisasse os responsáveis pelo aluno, para que este fosse levado ao médico. Se houvesse confirmação da doença, o estudante deveria ficar em casa. As informações são do "Jornal da Tarde".

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG