Escolas municipais do Rio de Janeiro vão ter ensino religioso

Disciplina será opcional e oferecida aos alunos cujos responsáveis assim o desejarem

Agência Brasil |

JP Engelbrecht/Divulgação
O prefeito Eduardo Paes sanciona a lei em cerimônia com a presença de líderes religiosos
A partir de fevereiro do próximo ano, as escolas municipais do Rio de Janeiro vão ter aulas de ensino religioso , para os alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental. A lei, sancionada nesta quarta-feira (19) pelo prefeito Eduardo Paes, torna a capital fluminense pioneira no ensino religioso em escolas públicas do país.

Leia também: Ensino religioso - assunto para sala de aula?

A medida prevê que o ensino religioso será opcional e somente oferecido aos alunos cujos pais ou responsáveis assim o desejarem. As opções serão entre aulas das doutrinas católica, evangélica/protestante, afro-brasileiras, espírita, religiões orientais, judaica e islâmica. Para aqueles que não optarem por este tipo de ensino, a Secretaria Municipal de Educação oferecerá aulas de Educação para Valores, nos mesmos horários.

Eduardo Paes disse que a implantação do ensino religioso nas escolas municipais confirma a visão de que a cidade prega a livre escolha do cidadão. ”A gente confirma essa visão do Estado laico, um lugar onde respeitamos a fé de cada um dos indivíduos que estão nas escolas municipais”.

Com a nova lei, foi criado também no município o cargo de professor de ensino religioso. Segundo a Secretaria de Educação, será aberto, em breve, concurso público para o preenchimento das vagas. De acordo com a subsecretária de Educação, Helena Bomeny, os professores que decidirem fazer o concurso deverão possuir conhecimentos de História, Geografia, Filosofia e Sociologia, além daqueles de sua crença.

    Leia tudo sobre: ensino religiosoeducaçãoescolas públicas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG