Escolas estaduais comunicarão pais sobre faltas excessivas

SÃO PAULO ¿ A partir desta segunda-feira as escolas estaduais de São Paulo passam a ter a obrigação de avisar aos pais ou responsáveis sobre o excesso de faltas dos alunos. A lei foi criada há dois meses pelo governador do Estado, José Serra, e prevê que os responsáveis pelos estudantes que faltarem em 20% das aulas no ano letivo devem ser notificados.

Nina Lopes |

Como a rede estadual reprova automaticamente o aluno que atingir 25% de faltas, a medida pretende inibir a repetência por faltas e a evasão escolar. Segundo informa a Secretaria de Educação do Estado, a notificação é meramente preventiva, e tem como objetivo aproximar os pais da educação de seus filhos, deixando-os informados sobre sua freqüência e convidando-os a acompanhar de perto o desempenho deles na escola.

A notificação poderá ser feita por meio de contato telefônico, envio de email ou bilhete ou até mesmo uma visita à casa do aluno. E além de informar os responsáveis, as escolas notificarão os Conselhos Tutelares e as Varas da Infância e Juventude.

Caso de sucesso

Algumas escolas se anteciparam à determinação e adotaram a medida antes mesmo dela virar lei. Em Campinas, por exemplo, a escola estadual Marechal Mallet já utiliza o telefone como aliado na melhoria do ensino desde 2004. Na instituição o controle de faltas é bimestral. Toda a família de aluno que falta duas vezes no mesmo bimestre recebe uma ligação da diretoria. O objetivo, de acordo com a Secretaria de Educação, é evitar a terceira falta do aluno num mesmo bimestre.

Com isso, a escola de 600 alunos já conseguiu melhorias significativas na freqüência e no desempenho dos alunos. Na Mallet nenhum aluno atinge 20% de faltas ao ano e a repetência por faltas não existe, afirma a assessoria da Secretaria de Educação do Estado.

Ainda de acordo com a secretaria, a instituição é considerada uma das melhores do Estado (em 2007 obteve nota 7,2 no Ideb ¿ Índice de desenvolvimento da educação básica), e esse bom desempenho está diretamente ligado à estreita relação entre a diretoria da escola e as famílias dos alunos.

Além de notificar os pais sobre as faltas excessivas dos filhos, a escola também encaminha freqüentemente emails com informações do desempenho do aluno - para os pais que possuem esse recurso.

    Leia tudo sobre: educaçaõeducação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG