Presença de crianças pequenas aumenta o nível de empatia entre os alunos e reduz níveis de agressividade

selo

Escolas de ensino fundamental na Escócia usarão bebês em salas de aulas como parte de uma iniciativa para reduzir o grau de agressividade e bullying entre os alunos.

O programa Roots for Empathy (raízes para a empatia) visa proporcionar aos alunos uma melhor compreensão de seus sentimentos e os dos outros.

Mais de 150 bebês foram recrutados voluntariamente para o programa, que teve um piloto testado inicialmente na região escocesa de North Lanarkshire. Os pais acompanham os bebês nas salas de aula.

A meta é ampliar o programa para outras 15 escolas de ensino fundamental na Escócia.

A porta-voz da ONG britânica Action for Children, responsável pela implementação do programa no país, Louise Warde-Hunter, diz que a presença dos bebês "aumenta o nível de empatia entre os alunos, resultando em relações mais respeitosas e uma redução grande nos níveis de agressividade".

Avaliações independentes do programa feitas no Canadá, onde ele teve início e é aplicado há mais tempo, calculam que entre as crianças o nível de "aceitação do outro" teve um aumento de 74% e o da agressividade, uma redução de 39%.

O programa é endossado pela Organização Mundial da Saúde.

A responsável do Roots of Empathy, Mary Gordon, disse que "transformar o mundo de criança em criança pode ser uma missão ambiciosa, mas aqui na Escócia vem se beneficiando de uma ampla rede de apoio e conhecimento".

Chloe participa de aula na escola New Stevenson. Presença de bebês reduz níveis de agressividade
BBC Brasil
Chloe participa de aula na escola New Stevenson. Presença de bebês reduz níveis de agressividade

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.