Escola pública de Nova York terá clínica de reabilitação

Centro contra abuso de drogas e álcool fornecerá aconselhamento para estudantes de ensino médio

Reuters |

Uma clínica de reabilitação contra o abuso de drogas e álcool será aberta numa escola pública do ensino médio em Nova York. Numa resposta aos altos índices de abuso de substâncias entre os estudantes, o colégio William Floyd High School, de Mastic Beach, em Long Island, abrigará a centro a partir de agosto.

A clínica, que será administrada pela rede de centros de reabilitação Daytop Treatment Services, fornecerá aconselhamento, mas não poderá ministrar outras drogas aos estudantes.

"O distrito escolar está sendo incrivelmente pró-ativo", disse a diretora de programas da Daytop, Caroline Sullivan. "Outras escolas podem ter programas de prevenção, mas essa é uma opção de tratamento pleno feito no local."

O abuso de drogas "aumentou exponencialmente" entre os 3.200 estudantes da escola e houve 38 audiências disciplinares relacionadas ao abuso de drogas e de álcool nos últimos dois anos, de acordo com os documentos apresentados pela Daytop ao Estado de Nova York.

Entre os clientes da clínica, estarão os estudantes que quiserem se tratar, os indicados pela escola para receberem o tratamento no lugar da suspensão e os alunos que, por ordem de um juiz, tiverem de ser tratar. Professores e funcionários não saberão quais estudantes estão envolvidos no programa, desenvolvido especialmente para jovens.

"Há pouquíssimos programas específicos para os jovens", afirmou Sullivan, apesar do fato de "os adolescentes começarem a usar drogas muito mais cedo".

Sullivan disse que Daytop espera que programas similares sejam adotados por outras escolas com os mesmos problemas.

A organização Partnership for a Drug-Free America realiza um trabalho em 19 colégios de ensino médio dos Estados Unidos que considera “sóbrios", significando que o corpo discente todo está ou em recuperação ou prometeu manter-se longe do álcool e das drogas.

    Leia tudo sobre: ensino-médiodrogasescolanova yorkreabilitação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG