Universidade deixa de usar Enem por atraso na divulgação da nota

Universidade Federal de Santa Maria (RS) precisava das notas até 31 de dezembro para que exame tivesse peso de 20% no vestibular

iG São Paulo |

A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul, desistiu de considerar o resultado obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como parte da nota de seu vestibular. A Instituição não conseguiu obter os dados dos inscritos até dia 31 de dezembro, como seria necessário para processar a informação.

A nota do Enem seria usada como 20% da composição da pontuação final de cada candidato que tivesse realizado o exame. Em nota oficial, a UFSM disse que "Apesar dos esforços, tanto da Coperves (que aplica o vestibular) quanto do INEP (responsável pelo Enem), não foi possível o acesso aos dados dos candidatos que realizaram o ENEM, até o dia 31 de dezembro de 2010. Portanto, conforme decisão da administração central, será cumprido o que estabelece o edital, e a nota obtida pelos candidatos no processo seletivo da UFSM terá o peso de 100%".

O Enem foi realizado em outubro e a nota seria divulgada ainda em 2010. Porém, por conta de erros de impressão uma segunda prova foi aplicada apenas em dezembro e ainda não se conhece os resultados individuais no exame.

A UFSM foi a primeira a deixar de usar o resultado por conta do atraso. Ainda na nota oficial, a reitoria declarou que espera contar com o Enem nos próximos vestibulares. "Isso porque consideramos as qualidades que o Exame Nacional do Ensino Médio tem, em essência, malgrado os problemas operacionais que têm ocorrido nas últimas edições".

    Leia tudo sobre: UFSMEnemnotasinepatrasovestibular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG