Tricampeão São Bento perde a ponta, mas continua na elite

Supervisora pedagógica diz que alguns alunos não fizeram redação, o que pode ter prejudicado nota: 'ninguém quer ser vice'

iG Rio de Janeiro |

O tradicional São Bento, colégio no centro do Rio tricampeão do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2005, 2007 e 2008, perdeu a ponta do ranking , mas não a qualidade de educação. A escola se manteve entre as três primeiras do Brasil , só 22 décimos atrás da segunda colocada, o Instituto Dom Barreto , de Teresina (PI), e com os mesmos 741 pontos, e do novo líder, o paulista Vértice . (Veja no fim da reportagem o ranking completo das escolas)

A supervisora pedagógica Maria Elisa Penna Firme demonstrou, com bom humor, que o colégio não ficou satisfeito com a queda. “Ninguém quer ser vice. Todo mundo quer a medalha de ouro. Faz parte do orgulho, da vaidade. Mas estamos bem, afinal, são 27 mil escolas”, riu. Para Maria Elisa, o Enem é “um bom indicador” de qualidade, mas “há outros aspectos que não dá conta de avaliar”, como a formação ética e moral.

Na opinião de Maria Elisa, um possível motivo para a perda de duas colocações foi o fato de a redação no Enem, em 2009, não ter validade para o vestibular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “Alguns alunos optaram por não fazer. Não sei se isso pode ter contribuído ou se excluíram essa nota”, justificou.

Dois fatores que diferenciam o São Bento de outros colégios são o fato de só aceitar meninos e de ser em tempo integral, de 7h30 às 16h30, pelo qual os pais pagam a mensalidade de R$ 1917,64, no último ano do ensino médio. É na escola que fazem dever e estudam. Também é conhecido pelo rigor acadêmico.

“Os alunos estão sempre estudando, sendo avaliados, lendo. Desenvolvemos um ritmo, com rigor acadêmico, que dá resultado. Mas não há rigor na convivência. As relações pessoais têm regras de boa convivência, Só não são permitidos adereços, brincos e cabelos compridos”, explicou. “Também é proibido bater. Temos tolerância zero com agressão física. O aluno é suspenso.”

Maria Elisa disse que “há comprometimento muito grande” que faz com que os alunos queiram estar no colégio. “A criança e o adolescente precisam ser orientados para se sentirem seguros, e aqui são educados para decidirem, fazerem escolhas.”

A religião compõe o currículo do primeiro ao último ano e, segundo Maria Elisa, os valores religiosos permeiam as ações de todos e a orientação da escola. Apesar de ter um monge beneditino como reitor, o São Bento não tem padres entre os professores – só um diácono.

Ranking
O iG elaborou o ranking dos melhores e dos piores desempenhos no Enem com base nas médias totais de cada escola. Esse critério considera as médias das notas dos alunos nas provas objetivas (nas quatro áreas do conhecimento) e na redação. Foram consideradas somente as notas do ensino médio regular.

Nos casos em que menos de dez alunos fizeram a redação, não há nota global disponível, por isso, não foram considerados no ranking do iG. O mesmo acontece com as escolas cuja taxas de participação – relação entre o número de matriculados no terceiro ano na escola e a quantidade de participantes no Enem – foi inferior a 2%. Elas e as escolas em que menos de dez participantes participaram do exame também estão fora da lista, pois não tiveram médias totais divulgadas.

Os resultados das médias obtidas pelas 25.484 escolas que oferecem ensino médio regular e participaram da avaliação serão liberados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta segunda-feira. Do total – um número 5% maior em relação a 2008, quando 24.253 escolas participaram do Enem –, 17.898 obtiveram médias globais. Desses, 17.882 tinha, pelo menos, dez alunos matriculados no ensino médio.

As notas das escolas que oferecem a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) - o antigo supletivo - também foram divulgadas pelo Inep. As regras para as médias globais são as mesmas. Ao todo, 7.670 colégios participaram do Enem, mas 1,4 mil tiveram notas das provas objetivas e redação. O desempenho de todas as escolas, inclusive as que não obtiveram médias globais podem ser conferidas na tabela abaixo.

ATENÇÃO: para fazer a busca da sua escola, não coloque cedilha ou acentos gráficos (acento agudo, circunflexo ou til).

    Leia tudo sobre: educaçãoenemrankingrio de janeirocolégio são bento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG