SiSU atinge 800 mil inscritos na tarde desta quarta-feira

Só agora quantidade de participantes de 2010 foi superada. MEC havia divulgado número de opções de cursos dos candidatos

iG Brasília |

Apesar de ter divulgado que o número de inscrições no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) superou a casa de 1 milhão, o Ministério da Educação informou que somente às 18h desta quarta-feira a quantidade de alunos inscritos no sistema chegou a 800 mil. O iG e outros veículos haviam divulgado que 1,2 milhão de candidatos já haviam se cadastrado de acordo com boletins do MEC que diziam "total de inscrições de candidatos", mas se referiam a inscrições nos cursos. Até o momento, o MEC não havia informado nenhuma vez o número de pessoas inscritas, apenas o de inscrições.

A confusão se dá porque o ministério optou por divulgar a quantidade de inscrições e não de inscritos, mas não esclareceu que não dava a segunda informação. Na tarde desta quarta, a assessoria de imprensa do MEC explicou que as inscrições representam a quantidade de cursos escolhidos pelos candidatos. Como cada um pode escolher até duas graduações, o total se torna quase o dobro do número de candidatos.

O número de inscritos até o momento supera a marca atingida durante o período de inscrições da primeira edição do SiSU, que teve 793 mil estudantes participantes. Naquela edição, foram oferecidas 47 mil vagas. Desta vez, 83.215 estão na disputa. As vagas são em instituições públicas, a maioria federais, e são distribuídas de acordo com as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Preferidos

O curso de bacharelado em ciência e tecnologia da Universidade Federal do ABC (UFABC), instituição com sede em Santo André (SP), é o que tem o maior número de inscrições: 12.275 inscrições para 1,5 mil vagas. A maior concorrência, no entanto, está nos cursos de medicina.

Problemas e Justiça

Até quinta-feira a Justiça Federal deve decidir se acata pedidos do Ministério Público e da Defensoria Pública para suspensão das inscrições e direito a recurso judicial por quem se sentir prejudicado pela correção . O edital do exame não permite recursos, mas muitos estudantes reclamam que receberam nota zero ou ausência na prova em dias em que responderam as questões. Além disso, desde domingo, quando as inscrições foram abertas, os candidatos reclamam de lentidão e inacessibilidade do site.

    Leia tudo sobre: EnemSiSUensino superioruniversidades

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG