Senado convidará Haddad para explicar erros no Enem

Senadores querem que ministro da Educação compareça na próxima reunião da comissão de Educação na terça (16)

AE |

selo

A vice-presidente da Comissão de Educação no Senado, senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), apresentará amanhã requerimento convidando o ministro da Educação, Fernando Haddad, para depor sobre os problemas ocorridos com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo ela, o Enem deste ano foi "desastroso e lamentável". Em discurso na tribuna, a senadora lembrou que a prova do Enem foi novamente marcada por muita confusão e desorganização, a tal ponto de a Defensoria Pública da União recomendar ao Ministério da Educação (MEC) a anulação das provas realizadas no primeiro dia do exame. O Senado aprovou o convite.

Wilson Dias/Agência Brasil
Fernando Haddad, ministro da Educação, discursa em Brasília
Ela lembrou ainda que o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Joaquim José Soares Neto, manifestou-se contrário à anulação da prova porque, segundo ele, o instituto teria agido de forma "rápida e precisa".

"Ocorre, senhor Soares Neto, que estamos ouvindo a todo instante relatos de milhares de estudantes questionando essa tal previsão. Era para responder o gabarito detrás para frente ou seguir a ordem numérica? Eu imagino a angústia desses jovens em todo o País que levaram anos se preparando pra fazer uma prova e encontram erros inconcebíveis como esses", questionou. Segundo ela, se um único estudante tivesse sido prejudicado, já seria motivo suficiente para refazer as provas.

O ministro explica desde segunda em entrevistas que uma nova prova deve ser aplicada apenas a quem se sentiu prejudicado. De acordo com ele o sistema de suporte pode garantir que o novo teste, com perguntas diferentes, terá o mesmo grau de dificuldade.

A senadora admitiu a possibilidade de estar sendo radical. "Mas é porque, infelizmente, mais uma vez voltamos a falar das trapalhadas do Enem", justificou.

O Enem está suspenso por determinação da Justiça Federal do Ceará que acatou pedido do Ministério Público Federal do mesmo Estado.

    Leia tudo sobre: EnemHaddadsenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG